TMJ#82: Um novo amor? - Críticas ~ TMJ do meu jeitoTMJ do Meu Jeito

terça-feira, 16 de junho de 2015

TMJ#82: Um novo amor? - Críticas


Minha crítica está atrasada, eu sei. Acontece que estava preparando um desenho legal para essa edição e isso levou um tempinho. Agora vamos a história. Como sempre, minhas críticas tem spoilers, então tomem cuidado ao ler!

A história não foi original. Nem um pouco. Para ser sincera, perdi a conta de quantas edições envolvendo Cebola, jogos e personagens bonitinhas de game já li. Mas pelo menos esse assunto velho e batido foi explorado de uma forma diferente.

Nas outras edições vimos a Mônica se descabelando de ciúme, Cebola comportando como idiota, depois se arrependendo e fazendo as pazes com ela. Ainda bem que não teve isso novamente, senão eu teria vomitado.

Outra coisa da qual eu tinha medo era ver a Mônica com ciúme e o Cebola esnobando, mas felizmente o roteirista nos poupou dessa baixaria.

Para falar a verdade, o começo até que foi bom, não vou negar. Bastante ação, tiro, pancadaria, e a nova personagem se mostrou logo de cara e ainda botou ordem no barraco. 

Ao que parece, eles querem passar a idéia de que o Cebola já se conformou em não ter a Mônica de volta e por isso está tentando seguir em frente. A cena em que ela mostrou claramente não estar com nenhum ciúme dele e da tal “mina gamer” foi bem engraçada e também um tapa com luva de pelica na cara dele. Afinal, ele está muito acostumado a vê-la se descabelando de ciúmes e acho até que no fundo, gostava disso. Ainda bem que ela não desceu do salto e saiu dessa de forma elegante, deixando-o com cara de bobo.

E foi bom ver que ele decidiu aceitar a amizade dela e não continuar mais insistindo como estava fazendo antes. Até aí para mim tudo bem. Ele tem mesmo o direito de seguir em frente.

Mas vou ser sincera. Apesar de a história ter começado bem, ela começou a ficar meio arrastada no desenvolvimento, com o Cebola novamente obcecado com a garota game a ponto de deixar tudo de lado só para ficar atrás dela. Acho que ele tem sérios problemas com jogos envolvendo personagens bonitinhas.

Mas ainda assim eu gostei da história porque ela tocou num assunto bem interessante: a discriminação que garotas gamers sofrem. Gente, não é brincadeira não. Garota que gosta de game costuma ser bastante discriminada e agredida. Há relatos, inclusive, de mulheres que sofrem até ameaça de estupro e morte. O que a história mostrou foi só a pontinha do iceberg porque o lance é pesado demais para falar numa revista voltada para 10+.

Claro, há quem diga que é tudo exagero e que insultos são normais durante os jogos. Bem... se essa pessoa acha normal ameaçar de morte, estupro ou mandar tirar a roupa ou mostrar o traseiro, só posso lamentar por ela porque para mim isso não tem nada de normal. Acontece que esse pessoalzinho machista acha que mulher não pode ser boa em vídeo-game e só joga por causa do namorado ou para atrair a atenção dos rapazes.

Vocês lembram de quando o Cascão falou que Diana só podia estar no jogo por causa do namorado. Eles até que foram bastante legais e educados com ela, porque na vida real nem sempre é assim. É difícil fazer certos homens entender que uma mulher pode jogar tão bem quanto eles e o Toni exemplificou isso muitíssimo bem ao destilar todo seu machismo. Ele ilustrou muito bem a mentalidade de vários jogadores: a de que mulher só deveria fazer coisa de mulher e também que elas só jogam por causa deles. Acreditem ou não, pessoas com esse tipo de mentalidade existem na vida real. Tem até pior, se querem saber.

Acho que eu gostei da história mais por ter tocado nesse ponto, que foi algo importante de se falar ainda que de leve.

Também achei legal a Mônica, além de não ter ficado com ciúme, ter decidido ajudar o Cebola colocando a amizade acima das tretas do passado.

Sabe, eu fiquei bastante impressionada em ver como ele ficou maluco pela Diana a ponto de se trancar no quarto e quase morrer de frio por causa dela. Ele pesquisou, correu atrás, procurou saber tudo a respeito dela, etc. Não sei se é impressão minha, mas parece que ele se esforça muito mais pelas outras garotas do que pela Mônica. Acho que se ele tivesse feito o mesmo esforço por ela, os dois já estariam namorando de novo. Mas pelo menos agora a Mônica não sofre mais por causa disso, o que é bom.

E gostei da conversa que tiveram no quarto, como bons amigos e sem nenhum climinha romântico, coisa que eu tinha medo de acontecer. Mas para ser sincera, não gostei de ele ter dado um beijo na boca dela e depois ter empurrado para fora do quarto. Creio que essa cena foi feita para agradar aos fãs que ainda torcem pelos dois, mas a meu ver ficou uma coisa muito fora de propósito.

Amigos não beijam na boca e eu espero que isso não se torne um hábito nas histórias futuras. Se eles querem mesmo que os fãs se acostumem a vê-los separados e se conformem só com a amizade deles, então não podem fazer cenas como essa porque vai dar falsas esperanças.

Não sei se a MSP planeja reatar o namoro dos dois. Mesmo que decidam fazer, acredito que vai levar um longo tempo, então não é certo ficar deixando os fãs na vontade desse jeito e depois continuar enrolando eternamente. Chega a ser uma tremenda falta de respeito, como se eles achassem que todo mundo é palhaço.

Foi por essa mesma razão que eu fiquei decepcionada quando soube que Diana era apenas uma inteligência artificial que surgiu de geração espontânea. Por um lado, eu até que gostei da idéia de uma inteligência surgindo dentro da internet por si mesma, sem ter sido criada por ninguém.

A rede é vasta, tem muito conteúdo, programas, etc. Então eu não sei se é realmente impossível que uma inteligência artificial surja no meio disso tudo e consiga evoluir por si mesma. Claro que a explicação sobre como ela pode ter surgido foi assim um tanto feita de qualquer jeito. Tipo, de repente ela passou a ter autoconsciência e sentimentos sem explicação alguma sendo que era só uma personagem de jogo. Mas tranqüilo, não era objetivo da história dar explicações científicas complicadas.

E falando na Diana, eu devo dizer que ela foi ao mesmo tempo uma grande surpresa e uma decepção. Eu gostei da personagem, sério. Gostei da personalidade dela, sua inteligência, habilidade, tudo. Mas detestei o fato de ela ser apenas uma inteligência artificial. Quer dizer, finalmente aparece uma garota inteligente, boa em game, com muito conhecimento e ela nem é de verdade? O que o roteirista quis dizer com isso? Que na vida real garota não é boa em game e se uma mostrou grande habilidade era porque não era uma garota de fato? Sei lá, ficou muito estranho para mim e também muito decepcionante.

Tudo bem que era necessário dar uma explicação para essa habilidade totalmente fora do normal que ela apresentava, mas acho que eu preferia que ela tivesse uma habilidade humanamente possível e fosse uma pessoa fisicamente real.

Por um instante cheguei a pensar que o Cebola finalmente ia ganhar uma namorada humana, de carne e osso. E aquela cena dele dando um beijo nela depois de propor que os dois fossem algo a mais não consertou esse erro e pode até criar um problema maior. Afinal, a longo prazo ele não poderá namorar uma pessoa que só existe no mundo virtual. A não ser que a MSP resolva transformá-la em humana futuramente, isso para mim foi bola fora. O roteirista que me desculpe, mas tivemos um grande desperdício de boa personagem aqui.

Claro, talvez eles não queiram arrumar uma namorada para o Cebola agora, entendo perfeitamente o quanto isso pode ser complicado, mas Diana daria uma boa personagem para a turma e se ela fosse real, o lance entre ela e o Cebola poderia ir desenvolvendo gradualmente.

O jeito que ficou, a meu ver, está dando aos fãs esperanças de que o Cebola vai voltar com a Mônica um dia. Tá, todo mundo acredita que isso vai mesmo acontecer, mas e se a MSP decidir que eles nunca irão voltar? É certo ficar dando falsas esperanças aos leitores? Não seria melhor que todo mundo desencanasse de vez para poder aproveitar mais as histórias?

E não seria melhor se eles dessem um tempo nesse maldito dramalhão que não resolve nunca? Cadê os outros personagens? Magali e Cascão foram rebaixados a personagens secundários porque agora é só Mônica-DC-Cebola. Aliás, estou ficando até enjoada de tantas histórias centradas no Cebola apesar de ele estar sendo legal ultimamente. Não é por causa do personagem e sim pelo excesso de repetição.

Bem... acho que dessa vez eu foi um tanto severa e mal humorada nas críticas, foi mal. Eu até que gostei da história pela mensagem que passou e por ter abordado um assunto que não deixa de ser polêmico. Eu só fiquei um tanto decepcionada foi com a identidade verdadeira da Diana, porque a meu ver ela daria uma excelente personagem e meio que dói imaginar que ela foi criada para uma edição só e depois será descartada. Espero que isso não aconteça e ela seja mais bem aproveitada no futuro. Se souberem fazer direito, dá para criar boas histórias com a participação dela.

Sei que é complicado ir criando personagens novos porque dá trabalho incluí-los nas histórias futuras. Deve ser por isso que o roteirista decidiu deixá-la só como uma pessoa virtual e não uma garota real de carne e osso.

Não sei se já falei nisso antes, mas arrumar uma namorada para o Cebola é meio complicado. No caso da Mônica e do DC, ele já era da turma e vai continuar sendo caso o namoro termine. Sem falar que as coisas entre eles foram evoluindo ao longo das edições, começando lá na primeira ed. colorida (o mistério do acampamento).

É meio complicado fazer isso pelo Cebola, por isso fico pensando se esse rompimento entre eles estava originalmente nos planos da MSP ou se foi decidido de forma repentina porque os leitores já não estavam mais agüentando tanta lenga-lenga. Afinal, eles só tinham duas opções para acabar com essa enrolação: os dois começarem a namorar ou desatar tudo de vez. Como não queriam voltar com o namoro deles agora (afinal, é essa enrolação que faz vender revista), então optaram pela segunda alternativa.

Só que agora ficou uma situação meio dificil de resolver porque eles não podem deixar o Cebola sem namorada para sempre. Um dia, mais cedo ou mais tarde, terão que arrumar alguém para ele.  E a Diana era uma boa chance para isso.

Se bem que muitos fãs devem ter ficado super-aliviados com o final, certo? Eles ainda querem que ele volte com a Mônica, então arrumar uma namorada poderia complicar um pouco. Mas gente, apesar de imaginar que esses dois voltarão um dia, não esperem que isso aconteça tão cedo. Eu até achava que ia rolar na ed. n. 100, mas agora estou com dúvidas porque restam poucas edições e não seria legal eles fazerem tudo correndo.

Mas isso até que me alegra bastante, porque agora me dá mais esperança de que a ed. 100 será uma grande aventura com os quatro protagonistas, não algo girando ao redor dos umbigos da Mônica e do Cebola.

Bom, por hoje é só pessoal. Eu refiz a imagem do Cebola dando um beijo na Diana. Eu não sei se isso vai render alguma coisa ou se vai acabar aí mesmo já que a TMJ peca bastante pela falta de continuidade e sequência nas histórias. Mas vá lá, eu gostei da personagem. Também tem png e quebra cabeça. Se vocês quiserem, tem o fundo da imagem também.

Esse aí está muito beijador, hein? E olha que nem estou contando a Penha e a Monique.




Para outra opinião, confira o vídeo do Canal Opinião Turma da Mônica Jovem:

41 comentários:

  1. Pensava que a Diana era a Irene....Mas descartei a ideia depois!!!
    Não sei qual foi o propósito de criarem a Irene, já que pensei que ela seria uma paixão para o Cebola, tipo aquela menina em que o garoto fala que não quer namorar, mas ela insiste!!Mas depois ela adquiriu uma paixão pelo Luca e anda sumida das histórias, então não sei qual foi a intenção do Flávio de criar ela.
    Quanto a Diana, me decepcionei, um pouco!!É o seguinte: a turma já tem personagens demais Mônica;Cebola;Cascão;Magali;Franja;Do Contra;Nimbus;Marina;Irene;Maria Mello;Denise;Xaveco;Isa;Titi;Aninha;Jeremias;Dudu;Quim;Cascuda:Luca:Dorinha:Carmem;Toni e outros!!E de que adianta criarem mais personagens para eles sumirem de uma pra outra das histórias? Denise e Xaveco estão se destacando graças ao Emerson, mas os outros foram totalmente esquecidos ultimamente, então pq criar mais um personagem pra depois, só acumular?Sinto falta da Aninha e do triângulo amoroso entre Luca, Irene e Maria Mello. Depois de ''Herdeiros da Terra'', quero uma edição como ''No País das Maravilhas'' ou ''O Caderno do Riso'', que mesmo os protagonistas aparecendo bastante ou secundários também tinham algum destaque.
    Seria uma boa, q se a Diana existisse realmente, for de outra cidade e assim Cebola teria um namoro virtual, iria visitar ela e vice-versa, o que renderia ótimas histórias!!
    Enfim é isso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fora também tipo, o pai dela não aceitar o namoro!!!
      *E errei no '' bastante ou secundários também tinham algum destaque'' era ''bastante mas os secundários também tinham algum destaque

      Excluir
    2. Sei que vc não gosta das histórias do Emerson, mas são as únicas edições onde temos um descanso do eterno drama Monica-DC-Cebola. Sem falar que ele costuma dar destaque a outros personagens também. Uma coisa que eu gosto das histórias dele é ter personagens saídos dos gibis. E a saga dele é a única coisa que tem continuidade e sequencia na TMJ, já que o resto são apenas histórias soltas.

      Excluir
    3. E pior ainda: sem costuras entre elas.

      Excluir
    4. Exato,Marcos.

      As histórias da Petra e do Cassaro podem ser soltas,mas tem costura. Possuem uma linha bem definida.

      Excluir
    5. Fora que nas edições do Emerson,a Magali quase sempre fica com a cara da Penha quando solta os cabelos...

      Excluir
    6. E qual, é exatamente, a costura nas histórias da Petra e do Cassaro? Qual seria a relação entre a saga do circo macabro e a história um novo amor? Tirando Monica, Cebola e DC, não vejo relação nenhuma entre essas histórias.

      Excluir
    7. E se a Magali fica parecendo a Penha, é problema do desenhista, não do Emerson. Além do mais, o cabelo dela é liso, assim como o da Penha e infelizmente os rostos das garotas não apresentam grandes diferenças entre o formato, olhos e boca. Isso é problema de desenho mesmo, não de roteiro.

      Excluir
    8. Já disse uma vez que os cabelos soltos da Magali ficam com uma coisa em comum com os da Carmem: são um convite a um carinho.

      Excluir
    9. Mas é sempre nas histórias do Emerson que acontece da Magali ficar com a cara da Penha. Isso nunca ocorre nas histórias da Petra e do Cassaro.

      Seria só mesmo o problema do desenhista?

      Excluir
    10. E as histórias da Petra e do Cassaro são mais condizentes com os problemas reais dos adolescentes. Os seus dilemas,medos,inseguranças.hábitos,etc.

      Por isso gosto mais das histórias deles do que das do Emerson,que segue uma linha extremamente diferente e da qual não gosto,pois não bate com a linha que considero ser a mais adequada a TMJ.

      Excluir
    11. Mas a Magali não fica de cabelo solto nas histórias da Petra e do Cassaro. E olha... eu particularmente prefiro que não tenha draminha adolescente. Pelo menos não o tempo inteiro, ad nauseam, todas as edições. Se as histórias dele não fossem adequadas a TMJ, nem estariam sendo publicadas.

      Excluir
    12. Não necessariamente draina adolescente,mas os problemas reais e seus dilemas. Além dos seus hábitos,gostos e novas descobertas.

      E deixei claro que não considero as histórias do Emerson condizentes com a linha que eu considero ser mais adequada a TMJ,portanto essa e a minha opinião,apenas.

      E prefiro que a Magali não fique de cabelos soltos. E se ficar nas histórias da Petra e do Cassaro ,que não a deixem com a cara da Penha,meios bagunça horrores isso.

      Excluir
    13. Corrigindo o trecho anterior: pois bagunça horrores isso.

      Excluir
    14. Se por acaso a Magali ficar de cabelos soltos nas histórias da Petra ou do Cassaro, fatalmente vai ficar com a cara da penha porque mudaram a franja dela desde a ed. 63. Nas ed. 81 e 82 vc vai ver que a franja dela não é mais como antes e não são histórias do Emerson.

      Desde a primeira edição, a TMJ mostrou que ia ser algo de aventura, explorando o lado fantástico, sobrenatural, sci-fi... mas isso não exclui os (argh!) dramas adolescentes. Dá pra coexistir. Mas ficar só de coisas da adolescência não dá, não foi essa a proposta inicial da revista. Se fosse, eu acho que nem teria me interessado.

      Excluir
    15. Ah! Quanta discussão por causa de cabelo... Gente, se os arte finalistas não chegam a um acordo sobre cor de olhos e cabelos, mudando-os a cada capa ou dentro de uma mesma edição colorida, e daí se mudou a franja ou se ficou com cara de Penha? Para mim é só falta de cuidado e respeito para com o público.

      Já disse que o meu problema não é com as histórias do Emerson _ elas são boas _ mas sim com a distorção da personalidade dos personagens e a falta de flexibilidade com as mudanças. E daí que a Umbra foi escrita antes da ruptura entre Mônica e Cebola? O que ele e os outros roteiristas tinham de fazer era trocar emails, indicando resumos de suas histórias futuras e aí já se teria uma ideia de onde e quando se encaixar tal e qual história e mudar o que fosse necessário. Se tivesse trocado figurinhas com a Petra, ela lhe deixaria claro que ia ser uma RUPTURA TOTAL entre Mônica e Cebola. E aí ele teria de ajeitar a dita história para a nova situação. Como saiu, implesmente não conseguiu: todo o clima era claramente pré-ruptura, exceto pela falta de beijinhos. A desculpa de irem fazer um trabalho para escola não convence nem criança. Sinto muito.

      Excluir
    16. E por aí mesmo,Marcos.

      Essa distorção da personalidade dos personagens que o Emerson promove é uma das razões pelas quais eu não aprecio suas histórias.

      Na mão dele,o Cebola virou o próprio demônio na saga de Umbra e na edição 79. Fora que aquele lance de que ele fez de a Mônica se considerar pressionada pelos outros a ter que ficar com o Cebola foi simplesmente absurdo. Total falta de sincroniza e harmonia com a linha das histórias do Cassaro e da Petra.

      Excluir
  2. Ué mas eu gosto dele!!!Não me confundiu com alguém?hehehehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade sim. É que tem outro Vinícios que comenta no blog que não gosta das histórias do Emerson. Como sou meio preguiçosa, só olhei o primeiro nome. Foi maus.

      Excluir
  3. No geral até gostei da história, também achei um pouco repetida essa coisa de CebolaxMinagamer, e um pouco forçado ele vidrado a ponto de morrer congelado em uma mina gamer.
    Gostei de abordarem o assunto de Meninas que jogam porque gostam, eu sou uma mulher que jogo desde quando era pequena e amo jogo virtuais. Jogava Guitar Hero e ganhava de um monte de meninos, tinha um amigo que falava que lugar de mulher era no fogão quando jogavamos alguma coisa que ele julgava ser de homem, machismo existe e está muitooo presente no dia a dia. Achei legal ser abordado, mas não achei legal ela ser virtual. Também não sei o que ele quis passar com isso, ou se foi só pra não criar mais um personagem.
    Sou Cebonica masss achei meio... Oi??!! O beijo do Cebola na Monica, como se fosse super normal, ela namora e somos amigos que dão selinho, e concordo que isso deve ter acontecido para agradar os Cebonicos.
    Não sei se vão fazer o Cebola namorar por enquanto, acho que a idéia é ele ficar mais conformado sem correr atras. Tenho quase certeza que retornaram MoxCe pelos fãs shippers, a quantidade é muito grande, mas não por agora.
    No geral gostei da edição, mas estou MEGAAAAAAAAAAAAA ansiosa pela próxima... Beijos Mally.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tb to ansiosa pela proxima edição, que vai ter mais barraco e menos draminha adolescente.

      Excluir
    2. Pra mim,é certeza que Mônica e Cebola retornam.

      Excluir
  4. Ainda acho que vão reatar a Mônica e o Cebola na edição 100. O Maurício e muito previsível nessas situações.

    Mas gostei da edição 82. Foi agradável.

    Agora a edição 83... Essa nem vou passar perto.

    Não tenho interesse nas invenções do Emerson e seu universo alternativo da TMJ. Petra e Casaaro seguem fielmente a linha da TMJ.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se vc não vai passar perto da ed. 83, tb não poderá ler a 84 já que as duas serão do Emerson. Além de perder duas edições, vai perder uma boa história tb.

      Não tem nada de alternativo nas histórias dele. A linha é basicamente a mesma porque ele não altera o rumo e os destinos dos personagens, só coloca mais emoção e aventura. Seria um universo alternativo se ele colocasse a Monica pra namorar o Cebola e nas edições seguintes ela aparecesse com o DC novamente. Isso sim seria sair da linha da TMJ, o que não aconteceu.

      Quanto a ed. 100, estou com dúvidas porque depois da 84 irão faltar apenas 14 edições pra eles:

      1 - Esfriarem o namoro da Monica com o DC
      2 - Fazer com que eles terminem de forma amigável e sem mágoas.
      3 - Despertar novamente o interesse dela pelo Cebola. Se ele já tiver desencanado de vez e partido pra outra, aí é que vai complicar mesmo.
      4 - Criar mais um draminha chato e enjoado pra eles resolverem suas pendengas e diferenças.
      5 - Finalmente o Cebola pede a Monica em namoro de novo.

      Meio complicado fazer tudo isso em 14 edições sem ficar apertado, só se eles esquecerem totalmente os outros personagens e dedicar essas edições só nesses dois.

      Excluir
    2. Em conversa com o Emerson, perguntei-lhe se os roteiristas têm cada um o seu feudo. O dele seria os fantasmas, bruxaria, cobras e lagartos; o do Cassaro seria os games, robôs, tecnologia; o da Petra seria os lances românticos. Ele me respondeu que um roteirista não pode se intrometer nas áreas dos outros, pois senão bagunça o coreto. Se ele fizesse uma história romântica entre Mônica e Cebola e DC, isso poderia atrapalhar os planos da Petra. Ele só não me respondeu se esses roteiristas não trocam figurinhas...
      Você reclama quando falo que a MSP é time sem capitão, que já estou falando isso ade nausebundo, mas o Emerson disse que nunca lê as revistas publicadas para não passar raiva, pois os arte finalistas trocam personagens, mudam a expressão facial, não incluem os cenários... Pô! Mas nem mandar pro roteirista dar uma conferida esses caras fazem!

      Eu sei o que o Emerson passa, pois já dei entrevista para televisão e os caras da edição fazem uma lambança tal que os meus colegas, se assistissem às ditas cujas, pediriam a cassação do meu diploma. E olhe que amanhã (19 de junho de 2015) vou dar uma entrevista para falar do ipê roxo, que aqui em S. Carlos já estão florindo e o entrevistador quer, porque quer, que eu confirme que a primavera chegou mais cedo. Todo ano é a mesma coisa e esses caras descobriram que só podem contar comigo: sou o único que tem paciência com eles.

      Excluir
    3. Putz,então só volto a ver. TMJ na edição 85...

      Não gosto muito da linha do Emerson,os personagens perdem muito de suas características e ficam com seus defeitos muito exacerbados,vide o que o Cebola virou na mão dele.

      As histórias da Petra e do Cassaro são digamos mais normais e os personagens não saem muito de suas características e seus defeitos ficam dentro do normal deles.

      Excluir
  5. Ansioso mas cm medo d me decepcionar tipo a saga cmeca cm a tmj vai pro cbm e termina na versao classika ????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parece que teve um problema com a CBM, não sei, e agora a saga do Emerson vai ser na ed. 83, 84 e irá terminar na versão clássica.

      Excluir
    2. Pelamordedeus...

      Então já vejo a maçaroca que vai sair...

      Vejo que minha decisão de passar longe dessas próximas duas edições vai sendo muito acertada.

      Excluir
    3. É que o Emerson não queria que os leitores demorassem muito pra ler a saga (vide o atraso do CBM) e a MSP decidiu trocar. Só isso.

      Excluir
  6. Mally podia botar meu banner no seu blog? Já coloquei no meu blog="http://tmjdiversidades.blogspot.com.br/p/blog-page_20.html"!
    Link do Banner: http://sites.google.com/site/voltaraotopoluan/voltaraotopoluan/banner.png

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já adicionei sua página. Obrigada pela parceria.

      Excluir
  7. Eu gostei, mas sinto falta das histórias antigas. E gostei muito do jeito que eles falaram do assédio para com a garota gamer. Quer dizer... Eu já vivi muitas situações. Um dia eu não estava bem, joguei mal, aí veio um cara me chamou de "noob do caral..." Depois, ele veio me perguntar se eu era menina (meu avatar era feminino), aí eu disse que sim. Ele perguntou se eu não queria dar meu Whats para me "ajudar" a jogar melhor. Um cara que eu nunca vi na vida... Outra vez disse que eu zerei God of War com 7 anos. Eles me chamaram de viciada gorda, nojenta. Para que isso? Posso jogar não? Já vi garoto de 4 anos jogando, pq eu não podia jogar? Quando digo que comecei com 4 anos, ninguém acredita. Meu pai me apresentou, perguntou: "Gostou?" Desde ali, nunca mais parei. Já joguei muita coisa, jogo pq amo. Mas muita gente não leva a sério. Até algumas meninas, dizem para eu fazer "coisas normais". What? Mas tudo bem, eles com suas opiniões (:p) e eu com meu amor rsrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenso mesmo. Foi bom vc ter comentado, assim o pessoal pode ver que isso realmente existe, é real e muitas garotas passam por isso.

      Pior é quando falam pra ignorar, xingamento em jogo é normal, etc. Empatia costuma passar longe. A humanidade ainda tem que evoluir muito.

      Excluir
    2. O pior, quando outras garotas te perseguem. É, e vamos ver se o motivo da perseguição é o que você está pensando... (Claro que existem exceções, meninas que tem uma mentalidade madura) Meninos! Sim, a menina me perseguiu, me xingou, me matou no jogo até não poder mais. Não queria xingar ela, achando que eu ia passar por má perdedora. Mas um dia perguntei por que era só comigo. Ela disse que eu estava jogando com o melhor jogador, e me aproveitava do fato de eu ser menina. Ora! Era um jogo de equipe, o cara fazia dupla comigo mas também com outros. A garota ficou doida, eu particularmente não entendi, mas ela parou, ufa.

      Excluir
  8. adoreia a crítica mas como eu sou MôxCê nática acredito plenamente que eles voltaram ou 1 ed antes da 100 ou 1 ed depois. É o que eu acho que vai acontecer (já vou explicar o porque) e também o que eu desejo. Eu também concordo que a produção não deve ter planejado o termino deles desde o começo, mas acho que assim como a 50 ed, a 100 também vai focar nos dois pois eu penso quase do mesmo jeito que você, eles não podias ficar no lengalenga de sempre, mas eu confesso que está me matando esse namoro de DC e Mônica, gostava das ed de aventura do Cebola, Mônica, Magali e Cascão onde sempre rolava um um climinha ou climão entre eles. Também não gosto das besteiras do cebola, mas todos sabemos que é o jeito dele de fazer mancada, acho que a produção deve consertar esse lado dele e fazer MôxDC acabar. Séeeerio.

    ResponderExcluir
  9. Mallagueta creio Que não Irá aceitar Mais Gostaria que Fizesse Parte DA Administração do Meu blog Quase 4 Mil de visualizações e TEM Todas edições da Tmj Lá e chico Bento moço é Luluzinha Teen Bom responda aqui se quiser ^;D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi. Eu sinto muito, mas mal consigo administrar meu blog, não conseguiria dar conta de outro. Mas qual é o seu blog? Nós podemos fazer parceria.

      Excluir
  10. Eu acabei ler e bom , gostei da edição , gostei de ver que o Cebola aceitou a sua condição de amigo , uma coisa legal é que também foi a 1º vez que a Mônica agiu como amiga dele de verdade , tanto que ela se preocupou do por que ele ter faltado e tudo mais , alias o restante ficou de vacilo , só ficou de fofoca e falando que ele "tomou" pé na bunda da garota virtual (sim Cascão , falo de você )
    quanto ao beijo , realmente me surpreendi ali , e a falta de reação da Monica , deu a entender que gostou daquele beijo ... só ficou de migué e nada mais .... alias isso é indicativo que voltarão , afinal ja não ta bolada , alias nunca entendi por que ela ficou naquele estado de bolada , afinal foi ela que deu fora no Cebola quando resolveu namorar o DC , o que imagino que de fato a relação ficou mal resolvida muito por parte dela , e que a bolação é por ainda gostar do Cebola , e agora tendo retomado a amizade não precisa fingir que odeia ele .... sem falar que por agora ta tudo bem com a Mô e DC , mas ja ta dando sinais que não vai durar , são diferentes demais pra conseguir construir algo juntos ... bom é isso

    ResponderExcluir