TMJ#100 - Eles voltaram!: Palpites ~ TMJ do meu jeitoTMJ do Meu Jeito

domingo, 27 de novembro de 2016

TMJ#100 - Eles voltaram!: Palpites



Depois de muita lenga-lenga, finalmente resolveram liberar a capa da ed. 100. Sério, gente, eles enrolaram tanto que eu fiquei com medo de a capa só sair quando as edições chegassem às bancas.

Mas finalmente saiu, né... O que eu achei? Bem... digamos que eu tinha outras expectativas para essa capa. Tá bom, viu ser sincera. Considerando que é a centésima edição, eu esperava bem mais. E pelo estardalhaço que estavam fazendo, cheguei até a pensar que fosse uma capa dura, em alto relevo, que brilha no escuro e ed. colorida. Ledo engano...

Para falar a verdade, até esperei um pouquinho antes de soltar os palpites na esperança de que eles, sei lá, falassem que aquela capa foi trollagem e mostrassem a verdadeira. Ou então que eles tenham soltado essa capa, mas quando a edição chegar nas bancas vamos ter a surpresa de ver uma capa linda. Ah, sonhar não custa!

Não é que tenha ficado feia, mas convenhamos: ficou um tanto aquém do esperado. Ainda mais que é a ed. 100. Não é todo dia que uma revista chega a centésima edição. Levaram oito anos e quatro meses para chegar a esse número.

E gente, só eu fiquei meio nervosa com a saia da Mônica? A impressão que eu tenho é que se tirar o cinto, a saia cai no chão. Mas no resto eu gostei da roupa dela. Vermelho é a cor certa, não tem jeito. Pelo menos escolheram bem a cor. A roupa do Cebola também ficou bonita, mas senti falta de um verde.

Mas vamos à história. A sinopse não diz muita coisa, apenas que um ser misterioso vai chegar ao bairro limoeiro e vai ficar para o leitor descobrir quem ele é. Eu li no ask da Petra que a história tinha ficado bastante diferente do que ela tinha feito originalmente. Ela teve que ir mudando até ficar como Maurício e Alice desejavam.

Confesso que quando li isso fiquei um tanto preocupada, mas vou tentar manter o otimismo e esperar que no fim a história seja muito boa. Afinal, o Maurício criou uma revista que dura mais de 50 anos, não é? Vamos confiar na competência dele e da Alice.

O palpite está meio difícil. Muita gente sempre falou que se a ed. 50 era o casamento da Mônica com o Cebola, a 100 seria onde o filho deles ia aparecer. Então muitos estão pensando que o garotinho da capa é filho deles, apesar do cabelo loiro. Pode ser o filho que ainda não nasceu querendo juntar seus futuros pais para que ele possa nascer. Os cabelos loiros devem ser porque ainda é espírito, mas quando nascer vão ficar escuros. Já outros pensam que é um cupido querendo juntá-los novamente. Acho que vamos ter que ler a história e deduzir quem ele é de verdade.

E é claro que os leitores devem star esperando a reconciliação deles, né non?

Eu sempre falava, em tom de brincadeira, que iam usar a ed. 100 para a reconciliação deles. Será que eu tô certa? Ah, não! Dessa vez eu queria estar errada! Não por ser contra eles voltarem, atualmente isso não me faz diferença nenhuma. É que eu queria muito uma aventura com os quatro protagonistas, não mais uma história centrada nessa eterna lenga-lenga entre eles que não se resolve nunca.

Há uma página da história divulgada pela UOL e ao que parece, o garotinho está empenhado em fazer com que eles reatem. (http://entretenimento.uol.com.br/noticias/redacao/2016/11/25/monica-e-cebolinha-vao-ter-um-filho.htm)

A reportagem fala sobre um acontecimento bombástico. Bem... acho que o único acontecimento bombástico que os fãs esperam é exatamente esse: Mônica e Cebola voltando a namorar. Não acho que um filho possa ser classificado como “acontecimento bombástico”, a não ser que a Mônica engravide aos 15 anos nessa edição, o que não tem a menor chance de acontecer. Um filho do futuro não chega a ser bombástico porque o futuro é só uma possibilidade, que pode ou não acontecer.

E acho que o título da história é bem sugestivo: “eles voltaram!”. A não ser que estejam falando de personagens antigos do gibi aparecendo na TMJ, tudo leva a crer que estão falando do namoro deles. 

Se bem as partes do “Fala Maurício” que a reportagem divulgou não falam exatamente sobre reatar namoro, talvez seja só o início de uma reaproximação, o que chega a ser pior ainda porque, convenhamos, isso poderia ser feito em qualquer edição. Não precisa de uma ed. especial para isso. A não ser que o termo “reaproximação” signifique que eles reataram. Além do mais, só partes do “Fala Maurício” foram divulgadas, eles devem ter cortado exatamente onde fala sobre a volta deles. De qualquer forma, se isso significa colocar um ponto final nessa eterna lenga-lenga, tudo bem. Caso contrário, vai ser um baita desperdício usar a ed. 100 para esse tipo de história, mesmo que seja muito boa.

O jeito é esperar para ver. Olha, mesmo que a história seja sobre a volta deles, mesmo que tudo dê certo no final, eu ainda fiquei um tanto decepcionada porque acho que uma edição como essa deveria ser voltada para os quatro e não só para Mônica e Cebola. Mas vamos com calma, né? Pode ser que Cascão e Magali apareçam e participem bastante mesmo não estando na capa. Ainda assim, continuo achando que o protagonismo deveria ser de todos dessa vez. Foi por isso que fiquei decepcionada com a capa, porque acho que deviam aparecer os quatro. Ou será que Cascão e Magali viraram personagens secundários e ninguém me avisou?

Agora, quero só saber como vão ficar os fãs se porventura Mônica e Cebola não reatarem dessa vez. Como falei antes, pode ser que a história traga apenas o início da reaproximação deles, quando Mônica vai voltar a ver o Cebola como algo mais que um amigo. Acho que vai ser tremendamente decepcionante para quem está torcendo pela volta deles. Para mim não vai fazer diferença nenhuma. Contanto que o relacionamento deles não volte a ser um drama, tudo bem.

E de qualquer forma, caso a história mostre mesmo a volta ou reaproximação deles, acho muito esquisito que isso aconteça apenas 4 edições depois da Mônica ter terminado com o DC. Eu sei que não há necessidade de ficar remexendo nesse assunto eternamente, mas não vemos a Mônica passando pelo seu período de “luto” após o fim do relacionamento (a não ser que a gente vá ver isso na ed. 100). A Mônica que vemos nas ed. seguintes não se parece em nada com uma jovem que terminou com o namorado a quem amava.

A impressão que está dando é que terminaram o namoro da Mônica só para poder juntá-la com o Cebola depois. Quer dizer, apesar de tudo as coisas pareciam ir bem, acho que dava para ir ajustando até eles encontrarem um meio termo. Estava até começando a gostar de vê-la com o DC apesar de tudo. E os programas dele que foram mostrados na ed. 96 pareceram bem legais para mim. Com mais esforço e diálogo, acho que dava sim para eles chegarem a um acordo, tanto que achei muito estranho o DC ter preferido terminar tudo sem nem ao menos ter se esforçado um pouco mais. Afinal, ainda havia amor entre eles. Mas enfim... acabou e não há mais nada que se possa fazer. Estava planejado.

O que eu quero dizer é: será que se passou tanto tempo assim na TMJ para que seja viável pensar em uma reaproximação (ou mesmo o namoro) dela com o Cebola? Eu sei que não existe tempo mínimo para isso, uma pessoa pode terminar hoje e ficar com outra amanhã. Cada um decide o que é melhor para si. Mas na prática, costuma levar um tempo até que isso aconteça. Será que a Mônica já superou o rompimento com o DC e agora está pronta para ficar com outra pessoa? É essa a questão.

Quanto ao menino ser filho deles, sei não... o Cebola tem cabelo preto os da Mônica são castanhos. Acho que temos 3 possibilidades:

1 – Esse menino foi trocado na maternidade.
2 – A Mônica andou colocando duas pontas a mais na cabeça do Cebola (aposto que foi com o Toni).
3 – Ele não é filho deles.

Talvez a opção 3 seja a mais provável. Ele pode ser alguma entidade interessada em reaproximá-los. Quem sabe um cupido ou um anjo. Eu lembro da ed. a cores com a Mônica 2.0 e todas as outras versões da Mônica. Será que ele não teria sido enviado por elas? Sim, sei que tem muita viagem nessa maionese, mas sei lá... sempre quis que dessem continuidade naquela parte das Mônicas. A Mônica 2.0 falou “eu sou você amanhã”, estou esperando esse amanhã chegar até agora.

E também tem uma coisa: muita gente deduziu que o menino é filho deles porque na capa eles parecem andar de mãos dadas. Poréeeemmmmm...

Se prestarem atenção, dá para ver que os três não estão de mãos dadas. O que parece, olhando para a imagem, é que o garotinho está tentando juntar as mãos da Mônica e do Cebola. Reparem que seus dedos já estão se tocando de leve, o que parece reforçar um pouco a teoria de que nessa história só vamos ter um início de reaproximação. Além do mais, os dois olham para a frente e não para a criança, o que seria esperado caso fosse mesmo o filho deles. É provável que eles nem estejam conscientes da sua presença já que tem um brilho ao redor, indicando que ele pode estar em outro plano de existência. E pelo que diz a sinopse, acho que só o leitor vai saber que esse menino está andando pelo bairro. Os personagens nem vão ver nada. 

E será que esse menino vai influenciar só os dois ou os outros membros da turma? Pode ser que ele também faça algo pela Magali e Cascão, ajudando-os em alguma forma com seus namoros.

Eu até queria acreditar que a história pode tratar de outra coisa muito diferente e que a reaproximação deles seja só pano de fundo, não o assunto principal. Mas aquela página divulgada pela UOL não me deixa pensar assim. O jeito é esperar para ver. Até que estou bem curiosa.
Eu fiz um png do garotinho e vou publicar, só preciso dar um jeito na página de imagens que bugou de novo. Acho que vou precisar fazer algumas alterações. Não vai ficar como eu quero, mas pelo menos não dará mais problemas. Ah, tem quebra-cabeça também.

Não sei se a história vai falar sobre a reconciliação deles, tá? Apenas decidi fazer a capa assim porque, sei lá, deu vontade de fazer assim. De repente pode ser algo que não tem nada a ver, mas vamos deixar os cebônicos sonharem mais um pouco.

Para mais palpites, confiram o vídeo do Canal Opinião Turma da Mônica Jovem.


0 comentários:

Postar um comentário