Ghost de Cebolinha ~ TMJ do meu jeitoTMJ do Meu Jeito

sábado, 18 de outubro de 2014

Ghost de Cebolinha

Sei que muitos devem ter ficado curiosos para ler a história da qual falei nesse post: Teaser da TMJ#75 - Dona Morte vai aparecer!


Eu bem que procurei, sério, mas não achei em lugar nenhum a revista onde tem essa história. Só achei um  blog que mostra algumas páginas e um resumo. Mas é o suficiente para entender direitinho porque tem as partes principais. Para quem quiser procurar, a revista que tem essa história é Cebolinha nº 83 (Editora Globo, 1993).



Você sabia que o Cebolinha já morreu? Foi o que aconteceu nessa história muito lembrada pelo fãs da Turma da Mônica, que teve a participação da Dona Morte. É uma sátira do filme "Ghost - o outro lado da vida", tem 16 páginas e foi publicada em Cebolinha nº 83 (Editora Globo, 1993).
Capa de Cebolinha nº 83 (Ed. Globo, 1993)
A história começa com Cebolinha correndo da Mônica depois de ter aprontado das suas. Então, aparece um barranco e ele para na beira. Ele leva uma coelhada da Mônica e acaba caindo lá de cima. Só que diferente das outras vezes, em que ele caía e aparecia só machucado no quadrinho seguinte, dessa vez realmente ele morre com a queda. Já como espírito e sem saber de nada, Cebolinha continua correndo e bate de frente com um muro, quando ele percebe que atravessou o muro. Ele pensa na hora que virou mágico, mas logo depois vê a Mônica chorando diante do corpo dele e aí ele se dá conta que morreu.

Aparece a Dona Morte e fala ao Cebolinha que veio lhe buscar. Ele pede ajuda à Mônica, mas Dona Morte fala que ela não pode mais vê-lo nem ouvi-lo porque é um fantasma, mesmo não se parecendo um lençol como o Penadinho. Dona Morte fala ainda que ele está daquela forma porque não decidiram se ele vai para o Céu ou para o Inferno. Cebolinha assina o documento de óbito e a Dona Morte o leva para conhecer o Inferno. Lá, o Diabão fala que ele vai pra lá por causa dos planos contra a Mônica e os nós no coelhinho dela e ele fica com medo.

De lá, eles pegam um elevador e vão ao Céu para o Cebolinha conhecer. Enquanto o Cebolinha está olhando, Dona Morte recebe um telefonema com informação que tem que levar a Mônica. Ele ouve e pensa que é a Mônica amiga dele e dá um jeito de ir a Terra através de uma carona de um anjo para poder avisá-la antes. Chegando lá, encontra Cascão e Mônica ainda lamentando a sua morte e tenta dar um jeito de falar com eles. Na hora, Cascão consegue ouvir a voz do Cebolinha e pressente que o espírito do Cebolinha está lá na frente deles. Mônica não acredita no Cascão e o Cebolinha o manda xingar de "baixinha, gorducha e dentuça", mas ela continua não acreditando e Cascão ainda leva uma coelhada.
Cebolinha, então, tem a ideia de pegar o Sansão e o faz levitar e ainda dá nós nele. Mônica vê o Sansão se movimentar sozinho e aí passa a acreditar que o espírito do Cebolinha está lá. Nesse momento surge o Diabão dizendo que ele escolheu o Inferno como o lugar para ficar eternamente por causa dos nós que acabara de dar no Sansão. Quando o Diabão vai lançar um raio que o levaria para o Inferno, Cebolinha empurra e salva a Mônica que iria ser atingida pelo raio devido à má pontaria do diabão. Nisso, Dona Morte chega e vê a boa ação do Cebolinha e fala que vai ao Céu.

Mas antes dele ir ao Céu, ela permite que a Mônica e o Cascão possam vê-lo e tocá-lo pela última vez. Cebolinha se despede deles dizendo que vai sentir saudades e que será mais um anjinho no céu. Dona Morte se emociona com a despedida e, com isso, lhe dá mais uma chance ressuscitando, voltando o tempo um pouco antes da hora que aconteceu o acidente. Então, ele consegue se abaixar e não cai no barranco, só que não esperava que a Mônica iria tropeçar nele e acabar caindo no barranco e morrendo, acontecendo tudo de novo.

Uma história muito boa, com ótimo roteiro que mistura drama e humor. Legal ver que no Inferno precisa de crachá para entrar e no Céu não tem tal burocracia. E a Dona Morte querer um autógrafo do Cebolinha, seu grande ídolo. Uma boa sacada também de colocar o Cebolinha morto na história que foi o tema central da história. Normalmente, quando os personagens caíam dos barrancos nas histórias, continuavam vivos, só com uns machucados e no outro quadrinho já está pronto pra outra. Bem semelhante às histórias do Papa Léguas em que o Coiote caía do abismo e acontecia de tudo e ele voltava ileso, ou até mesmo Tom & Jerry e Piu Piu & Frajola.

Muito boa a participação da Dona Morte na história, eu gosto quando há cross-over entre personagens, ou seja, encontro de núcleos diferentes, claro que sempre na medida certa, e não colocando só por colocar. E não teve uma continuação dessa história. Aparece até um fim com interrogação no final, com a dúvida se a Mônica morreu mesmo ou não, ficando a imaginação do leitor tirar suas conclusões. Claro que nas histórias seguintes do mesmo gibi, ela aparece normalmente viva, como até hoje. "Ghost de Cebolinha" , um clássico da MSP que sempre vale a pena ser lembrada.

Créditos: Marcos em Arquivos Turma da Monica Cebolinha: HQ "Ghost de Cebolinha"

2 comentários:

  1. Ah que droga eu queria ver essa historia toda sera q n da pra baixar a revista ousla essa historia n foi repuplicada em alguma outra revista?

    ResponderExcluir
  2. História bonita e comovente, eles deviam colocar mais histórias com a Dona Morte :( Tantos personagens como ela que são bons e eles só colocam a mesma baboseira (antes era o amor de MoxCe, agora virou um triangulo amoroso).

    ResponderExcluir