TMJ#80: Circo Macabro - Palpites ~ TMJ do meu jeitoTMJ do Meu Jeito

quarta-feira, 18 de março de 2015

TMJ#80: Circo Macabro - Palpites




É isso aí, gente. Depois de muitas emoções e suspense nas histórias do Emerson, agora está na hora de variar um pouco com outro roteirista. Imagino que seja a Petra e confesso que estava sentindo falta das histórias dela.

Agora a história vai se passar numa espécie de circo de aberrações. Qualquer semelhança com American Horror Story (não) é mera coincidência. Para quem não conhece, é uma série de horror-drama onde cada temporada vem com uma história diferente, cada uma tendo seus personagens, enredo, começo meio e fim.

A quarta temporada dessa série se chama “Freak show” (show de aberrações em tradução livre) e se passa numa cidade chamada Júpiter, na Flórida, em 1952. Fala sobre acontecimentos ao redor de um show de aberrações e toca muito no assunto da discriminação, como as pessoas tratam a quem elas consideram “diferentes”.

Esse circo tem atrações típicas como mulher barbada, o homem fortão, gêmeas siamesas e também tem um sujeito com mãos de lagosta. Tem também um palhaço doidão que é responsável por várias mortes na cidade, mas esse não faz parte do circo.

Eu não sei até que ponto a ed. 80 vai se parecer com a série. Fiz a associação por causa da capa. Aquela figura com uma boca enorme parece muito com a entrada do circo, tirando alguns detalhes, mas não sei se esse circo também vai ser de aberrações ou se será só um circo assombrado mesmo. 



Eles vão voltar a falar da Mônica e do DC depois de darem um descanso de seis edições contando com a 79. A ed. da academia de ninja teve o DC e tudo, mas ele e a Mônica não foram exatamente os protagonistas e sim o Cebola. Agora eles vão aparecer e se divertir um pouco.

O enredo não parece ser complicado. O circo chega ao bairro limoeiro e Mônica deve ficar com vontade de ir, mas DC pensa que é uma coisa muito comum e sem graça, mas depois se empolga ao ver que o circo parece diferente, os dois se metem em muita confusão, tem um mistério que eles resolvem e fim.

Bom... essa é a opção óbvia. Pode acontecer de o circo ser mesmo assombrado, ter alguma maldição, coisa maligna ou o dono é algum malandro com algum grande golpe em mente. Se a história for seguir a série, então existe a chance de o circo ser mesmo de aberrações, mas creio que nesse caso mostrarão coisas mais leves porque na série original o bicho pega de verdade. Se for isso, talvez trate da discriminação que essas pessoas sofrem, mas é claro que o DC vai adorar e querer se aproximar porque ele gosta do que é novo e diferente.

De repente essas pessoas são maltratadas e vivem em péssimas condições, daí os dois terão que ajudá-los a derrotar o patrão ruim (o tal Sr. Dante) e ter sua liberdade de volta. Qual dos dois vai mostrar disposição de ajudar? Mônica ou DC? Imagino que seja o DC. Será que a história vai tratar mais do romance deles ou será centrada na aventura e no terror? Vai ter terror mesmo? Ou será que esse Dante rapta pessoas para colocá-las nos seus espetáculos bizarros? Já pensaram se ele resolve raptar a Mônica e o DC?

Será que eles vão brigar ou coisa parecida? Até então eles nunca brigaram feio e até seria interessante ver isso, mas claro que no final eles fariam as pazes.

Essa história parece ter um bom potencial, se for bem aproveitada. Claro que a classificação da revista não permite fazer assim muita coisa, mas seria interessante algo centrado em um show de aberrações, falar sobre discriminação, talvez mostrar que o importante não é tanto a aparência externa e sim o interior da pessoa. Caso seja mesmo um show de aberrações, poderiam mostrar o conflito entre eles e as pessoas ditas “normais” e no fim todos se entenderem. Bem... é uma possibilidade. Sem falar que seria uma história bem a cara do DC, com coisas diferentes e fora do convencional.

Ouvi dizer que a história vai ser em duas partes, mas não tenho certeza e na capa não fala nada sobre ser saga ou aventura completa. Falando na capa, até que gostei, mas estou estranhando um pouquinho as roupas do DC, que ficaram um tanto... qual é a palavra que eu estou procurando... sei lá, não ficou ele mesmo. Acho que a gente acostumou a sempre vê-lo de preto nas histórias, mas é normal ele aparecer na capa com roupas diferentes.

A Mônica ficou bonita, o cabelo está na cor certa e gostei assim bem esvoaçante. A entrada do circo parece aquela imagem do American Horror Story e confesso que fiquei meio claustrofóbica com o corredor até a entrada, me pareceu assim meio apertado e sem muitas rotas de fuga. O brilho saindo da boca da coisa indica que pode mesmo haver algo sobrenatural dentro do circo e tenho esperança de que a história seja mais aventura (e terror) do que romance. Se bem que um pouquinho de romance não arranca pedaço de ninguém contanto que seja apenas um tempero colocado na medida certa.

Falando em romance, parece que as brigas entre “cebônicos” e “docônicos” voltou a ficar acirrada depois do final da ed. 79. Uns estão felizes, outros não conseguem aceitar e entraram em estado de negação, falando que a Mônica ama o Cebola e só está com o DC por falta de opção (apesar de a Petra ter falado o contrário).

O que eu acho? Não sei dos sentimentos da Mônica pelo DC, mas imagino que sejam o suficiente para ela estar feliz no namoro apesar de ele ser meio complicado as vezes. não acho que a Mônica esteja com o DC para fazer ciúmes no Cebola ou só por falta de opção. Ela não é do tipo que namora com um rapaz sem sentir nada por ele só para não ficar sozinha. Isso seria uma total agressão a personagem. Acho sim que ela gosta do DC. Amar é meio complicado porque esse sentimento não se constrói da noite para o dia, mas se ela chegou a imaginar os dois casados no futuro, então esse sentimento deve ser bem forte. Tipo assim, geralmente mulheres não pensam nesse tipo de coisa com qualquer Zé Mané que encontraram na esquina.

Até o presente momento o DC ainda não fez nada que conquistasse minha simpatia, então por enquanto eu torço por uma Mônica sozinha, feliz, bem resolvida, focada na auto-realização e que não fica de mimimi no cantinho porque todo mundo tem namorado e ela não.

Eu particularmente achava que o namoro deles não ia durar muito, mas parece que queimei a língua (hahaha!). Pelo visto, a reconciliação da Mônica com o Cebola não será na ed. 100. Quer dizer, seria muito corrido, eles teriam que resolver tudo em menos de vinte edições, não sei se daria certo. Primeiro eles teriam que fazer o namoro dela com o DC esfriar, depois terminar, aí o Cebola teria que completar sua via crucis no processo de amadurecimento, reconquistar o coração e confiança da Mônica, convencê-la a querer reatar o namoro... é muita coisa para poucas edições.

Então parece que a centésima edição vai tocar num assunto diferente. Pode talvez ser o casamento da Mônica com o DC no futuro, ou então uma grande aventura épica da turma, o que seria melhor ainda. De qualquer forma, acho que o sonho de muitos fãs de ver o filho da Mônica com o Cebola ficou meio complicado de se realizar.

Como vocês podem ver, o visual do site foi mudado para adaptar ao tema da história. Tem png e quebra cabeça, divirtam-se!



Aqui tem os palpites do Canal Opinião Turma da Mônica Jovem:

32 comentários:

  1. Eu amei Freak Show, achei a melhor temporada de AHS e quando vi a sinopse da ed.80 fiquei feliz por ver que teria um toque de Freak Show, Mas agora, que a capa saiu, eu não espero nada que uma versão menos forte da série.

    ResponderExcluir
  2. A edição vai ser em duas partes, sim. A Petra já confirmou. Em Umbra, também não colocaram na capa que iria ser em partes.

    Estou muito ansioso por essa edição. Tenho quase certeza que vai superar minhas expectativas. Na minha opinião, as sagas da Petra são mais bem feitas do que as do Emerson. Ela possui um equilíbrio maior sobre o que está acontecendo e sabe organizar tudo para que a história não fique corrida no final. As pessoas preferem o Emerson porque não se importam justamente com o que eu acabei de te falar, e também porque nas histórias dele têm mais suspense, aventura e ação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu prefiro o Emerson porque ele resgata coisas da turma clássica, aquele negócio dos quatro principais lutarem e zoarem juntos, mas também não vou menosprezar a menina, a brigada dos ossos cruzados ficou muito muito boa :)

      Excluir
    2. Na verdade, eu me importo sim com o que vc disse, mas não acho que o Emerson resolva tudo em poucas páginas e de forma corrida.

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    4. Não que ele resolva tudo em poucas páginas ( nem cheguei a mencionar isso ). Umbra tá aí pra provar o quanto a resolução do caso pode ser longa.Eu quis dizer que a história do meio pro final, começa a ficar muito corrida, e isso acontece desde a edição 74... Até o próprio Emerson já dise que quando termina o roteiro ele fica maior que 120 páginas e ele precisa diminuir a quantidade das cenas, retirando o menos importante. Esse é o principal motivo pra eu gostar um pouco mais das sagas da Petra. Mas em alguns outros quesitos, o Emerson se sai bem melhor, como conduzir a personalidade de cada personagem sem se perder numa história. A edição 76 é a prova viva disso.

      Excluir
    5. Acho que pode ser verdade mesmo

      Excluir
    6. Minha opinião sincera.
      Eu acho as sagas do Emerson mais maduras, enquanto as da Petra são mais Teen. Gosto dos dois, mas acho que, pela minha idade, eu fico com o Emerson. Ele é tão cheio dos pequenos detalhas, que eu li e reli as edições dele e ainda fico encucada com alguns mistérios que ele coloca, ou as vezes uma fala de um personagem, ou um comentário, que deixa a se pensar. Por exemplo: Na edição da Umbra, tem uma parte que a Sofia vê a marca de Iór, e fala "tenho quase certeza que já vi isso antes". Aí eu revirei e revirei o gibi e não encontrei nenhuma parte onde ela poderia ter visto. Aí eu fui procurar lá para trás e a teoria mais plausível que encontrei foi que ela viu quando a Penha foi ressuscitar a Agnes, ou seja, será que a Agnes e Penha são alguns dos Cavalos do Apocalipse? E enfim, mil teorias surgem, eu leio, e releio e fico com vontade de mais. São roteiros maduros polêmicos, que mexem comigo... Não é só pela ação, ou pela aventura, ou pelas piadas... É por alguma coisa que está lá, muito mais profunda. Agora eu não tenho muito isso com os roteiros da Petra. Curto, acho legal, e pá. Mas não me dá aquele "tesão" de ler e reler e procurar por teorias, e imaginar o que seria ou deixaria de ser. Sei lá.
      Enfim, é isso :/

      Excluir
    7. A Penha é o Cavalo Vermelho da Guerra.

      Excluir
  3. Se é Mônica e Do Contra,nem vou perder tempo pra ler. As duas edições com ambos juntos como protagonistas foi de uma chatice insuportável. Os dois não tem nada a ver,fica claro que estão arrastando tudo pra ver até que ponto o publico vai aceitar esse rompimento entre Mônica e Cebola.

    E fica claro que Mônica e Cebola irão voltar,até porque se metem o casamento da Mônica com o Do Contra na edição 100,assinam ali mesmo a sentença de morte da TMJ pois o publico não iria aceitar isso de jeito nenhum.

    Acredito sim que nas próximas edições comecem a murchar o namoro da Mônica com o DC,a fim de prepararem o terreno pra volta do namoro Mônica e Cebola.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até porque a edição 100 será em Novembro de 2016,portanto terá pouco mais de um ano e meio pra murcharem o namoro Mônica e Do Contra e reatarem Mônica e Cebola.

      Excluir
    2. Pode ser que sim mas talvez não precisemos esperar até a edição 100 para isso acontecer

      Excluir
    3. Também acho,mas conhecendo bem o Maurício,certamente irão reatar a Mônica e o Cevola na edição 100.

      Excluir
  4. Mally, não consegui ver a "polêmica do vestido da Mônica"...

    ResponderExcluir
  5. Bom.... eu acho que a Mônica gosta sim do DC, porque se ela não ela não estar com ele!
    e quanto ela e o Cê voltarem...acho que agora não vai rolar não!
    eu não gosto de MôxDC mais tenho que atura! fazer oque? não sou roteirista!
    Eu acho que o DC merece mais ela do que o Cebola.
    porque o Cebola era muito vacilão e não queria nada serio , eu ate achei que eles poderiam voltar mais depois de ver a edição 79...sei não! acho que agra eles não voltam não!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aquela imagem era pra mostrar que o futuro e incerto e que tudo e possível, não quer dizer que os dois vao casar. Eu ainda acredito numa reviravolta, não vou deixar por vencido. #CEBONICO FOREVER

      Excluir
  6. Sobre a roupa do DC esta colorida eles preferem não colocar preto nas capas(já que o miolo inteiro da revista(a não ser que seja ed. Especial)é em preto e branco).

    Já sobre a ed.100 espero(eu tô confiante)q seja de aventura: )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho nada a ver esse negócio de não quererem colocar preto na capa. A Quarta-Capa da edição 54, estampada pela Amanda, foi totalmente em preto e branco ( salva-se apenas os lábios dela ), mesmo eles sabendo que a revista inteira era já era assim.

      Excluir
    2. Vdd Evandro, e foi uma das melhores quarta-capas da TMJ

      Excluir
    3. Vdd Evandro, e foi uma das melhores quarta-capas da TMJ

      Excluir
  7. Mais ou menos, quando o fundo da imagem vai estar diponível no blog?

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Pra não ficar com muito spoiler, então vou só dizer que a diferença entre o Cebola e o DC é que este último é gentil, carinhoso, assume que gosta da Mônica e por isso ela está contente com esse relacionamento... até esta história. Nela rola a situação onde Cebola e DC empatam: são muito fiéis às suas convicções e ao seu modo de encarar suas "ideologias". A encrenca em que os dois se meteram deu-se exatamente por causa desse modo de o DC ver as coisas e aí Mônica ficou p da vida com ele. Vamos ter três opções para breve:

    1 - Mônica perdoa o DC, já que tantas vezes perdoou as mancadas do Cebola e a coisa rola por mais tempo.

    2 - Mônica descarta o DC e resolve dar uma chance pro Cebola.

    3 - Mônica descarta o DC e não reata com o Cebola e a fila dos interessados nela anda mais uma vez. E aí? Quem vai ser o felizardo? Na última página do TMJ 34 estavam o Toni, Felipe, Tikara e Titi. Eu aposto no Tikara como primeira opção e Felipe na segunda. Entre Toni e Titi, acho que aí a Mônica volta por Cebola...

    ResponderExcluir
  10. E suponho ainda que a Petra resolveu dar início à deterioração do relacionamento Mônica e DC. Nessa história o DC dá uma de sem noção, achando lindo e emocionante as "aventuras" em que a Mônica se mete. Porém ela, assim como o Cebola, Magali e Cascão gostariam mais de ser adolescentes normais, sem se desgastarem com essas ditas "aventuras". E a ficha da Mônica começou a cair: afinal o DC a ama pelo que ela é ou ama o fato de ela ser uma garota diferente das outras por ser valente e muito forte?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vejo nada de errado amar uma pessoa por uma ou mais qualidades que nos atraem nela. Ser valente e forte faz parte do que a Mônica é. Não é algo separado dela.

      O que vc talvez esteja se perguntando é se o DC realmente a ama ou só a vê superficialmente como uma garota exótica, sem se importar realmente pelo que ela é por dentro.

      Mas é difícil de dizer porque em outras edições ele já mostrou gostar dela pelo que ela é, com qualidades e defeitos. Existe admiração real. Além do mais, pelo tempo de namoro ele já devia ter percebido que ela gosta de coisas comuns e mesmo assim isso não o afugentou.

      De qualquer forma, é difícil saber se isso é mesmo o início do fim ou só uma briga que depois irá se resolver. Mas acho que a resposta pode ser uma dica do que vai acontecer na 100ª edição.

      Excluir
    2. Mally, na discussão que aparece na revista, Mônica dá a entender que se sentiria valorizada se ele ao menos mostrasse um pouco de ciúmes. Isso é um indicativo de que a pessoa é importante para a outra. O fato de ele tentar dizer que confia nela a ponto de não se importar com a aproximação do Cebola não chega a ser um elogio.
      Já dizia Carmem Sylvia: os ciúmes de um namorado são elogios; os de um marido são um insulto.

      Excluir
    3. É normal as pessoas acharem que ciúme é demonstração de amor, mas a meu ver é apenas falta de confiança e sentimento de posse. Não gosto e nunca gostei.

      Excluir
  11. Eu li e achei essa edição... mais ou menos. A começar pela discussão inicial pela falta de ciúmes do DC. Ela tá namorando com o DC já um tempinho (10/11) edições e acha que ele não se importa com ela? Oi? "só queria que você fosse um pouco mais como todo mundo". O DC falou na ed 69 que não queria mudar a mônica e agora ela quer mudá-lo? Sem falar que ela jogou toda a culpa por ter ficado enjaulada no DC, só porque ela tava tentando ver o lado bom (foi uma atitude idiota dele, mas meldels, mônica)! Falou com o pai dela de um jeito tão grosso que me lembrou e ed 58. Isso sem falar do momento em que ela destratou o Cebola. Nossa! Ele só queria conversar! E claro, na última página, as pessoas que mais se importam com a mônica, que fez o favor de discutir, ainda se culparam pelo ocorrido!
    Eu juro que eu vou rir se chamarem a mônica de monstro, porque ela está agindo como um.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já eu vejo de outra forma. As pessoas em geral acham que ciume é demonstração de amor porque sempre foram ensinadas assim. Falta de ciume é vista como descaso, como se a pessoa não ligasse.

      Eu vejo ciume como insegurança e tentativa de controle, mas o senso comum vê de outra forma.

      E de certa forma, o DC não deixa de ser culpado por ela ter sido presa. Primeiro: foi ele quem insistiu pra eles irem ao circo. A monica disse que ia pensar, mas ele já foi logo falando que eles iam só porque o circo era diferente. E no fim ela concordou porque achou que era algo que os dois podiam curtir juntos.

      Segundo: ela só se rendeu porque o Telepax dominou o DC e ia matá-lo sufocado.

      Sobre ser grossa com o pai, bem... que atire a primeira pedra quem nunca destratou os pais antes. Acontece, é coisa de adolescente que está crescendo e quer um pouco mais de independencia. É época de questionar as regras, querer experimentar as coisas por si mesmo.

      Eu até fiquei com pena do Cebola e tal, mas convenhamos que ele ligou numa hora bem inapropriada. Ela estava de cabeça quente, irritada com o DC que tentou empurrá-la pro circo e sem nenhuma disposição pra conversar. Nós sabemos que quando a monica está zangada, acaba falando o que não deve.

      Então eu não acho que ela esteja agindo como um monstro. Está tendo um momento ruim, que todo mundo na face da terra tem de vez em quando. Ninguem consegue ser bonzinho e agradável o tempo inteiro. O Cebola mesmo já teve seus momentos de chatice muitas e muitas vezes.

      E eu tb não acho que a Monica queira mudá-lo, só encontrar um meio termo. Não sei se vc reparou, mas parece que os programas deles são somente o que ELE quer fazer. Lembram quando ela passou horas assistindo aquele filme chato com ele, mas quando quis ver algo comum ele não quis?

      Pelo visto, ele não leva em conta que os dois tem gostos diferentes e não faz nenhuma tentativa pra conciliar as duas coisas. E essa edição mostrou que ele tem uma tendência a impor seu jeito de ser, embora não seja por maldade.

      Excluir
    2. É... acho que exagerei um pouco. Mas é que eu me acostumei tanto com a mônica calma que fiquei em choque depois de ler essa edição. Acho que pra algumas edições, é melhor re-ler (ou reler) pra ter certeza do que eu concluir. Mas sei lá, parece que forçaram a mônica a ficar zangada pra colocar o namoro deles em risco. Espero que a mônica se acalme antes de declarar algo sobre a relação deles.
      Reparando melhor, a mônica deve ter abrido mão de algum shopping ou cinema com as amigas pra assistir filme chato com DC, mas eu não vi ele mudando muito (ao menos nesse nível) por ela.
      P.S: Eu concordo que o DC teve participação nessa cilada, mas ser usado de refém... acho que não conta, não.
      P.S²: Repare que às vezes, quando cascão ou cebola ficam como "figurantes na edição", eles se dão mal (tipo as eds 18 e 19) XD

      Excluir