TMJ#54 - Cheia de Onda: críticas ~ TMJ do meu jeitoTMJ do Meu Jeito

sábado, 9 de fevereiro de 2013

TMJ#54 - Cheia de Onda: críticas



Sabe... Eu terminei de ler a Ed. 54 e precisei de um tempo para saber o que escrever. Acontece que meu lado feminista apitou insistentemente ao ler a revista. Eu bem que tentei ignorar, mas não posso. Eu sou feminista e com muito orgulho.

Bem... Primeiro a história mostra uma particularidade das pessoas: olhar gente bonita. Nos homens isso é mais evidente porque vivemos numa sociedade machista onde eles são incentivados a fazerem tudo e mulher não, por isso eles olham mais. As mulheres são ensinadas a se controlarem o tempo inteiro para não ganharem fama de vadias ou galinhas.

Parece que eles seguem essa linha durante a história, dos garotos olhando as moças bonitas na praia enquanto as meninas se corroem por dentro de ciúmes, especialmente a Mônica. Mas sabe... Olhar não arranca pedaço. Faz bem olhar as coisas bonitas e isso inclui as pessoas. Não significa que estamos desrespeitando os outros. Mesmo quem é comprometido não tem problema algum.

Claro que existe uma grande diferença entre olhar discretamente e virar a cabeça que nem a garota do filme “o exorcista” e dar aquele olhar vidrado. Se for para olhar, que seja com discrição, até mesmo porque a própria pessoa pode não gostar de ser encarda o tempo inteiro. E tem homem que pelamordeDeus! Eles olham de um jeito que dá até medo da criatura, a gente pensa que ele vai nos agarrar a qualquer momento! É como a Marina falou: encarar é falta de educação.

Quem está acompanhado precisa respeitar a pessoa que está do seu lado. Ficar secando os outros debaixo do nariz de quem nos acompanha mostra uma grande imaturidade.

Agora... Parece que o Cebola resolveu encarnar o nojentinho nessa edição. Ele já começou implicando com a Ramona que não estava fazendo nada de errado e até os tinha ajudado naquela história do aniversário da Marina. Se não fosse a ajuda dela, ele teria perdido toda sua inteligência. Pelo visto gratidão não é o ponto forte da criatura.

Relendo a revista com mais calma, eu achei que a história ficou meio... Guerrinha entre sexos. E se tem uma coisa que me faz querer vomitar é guerra dos sexos. Tão cafona, tão ridícula, tão antiquada! Originalidade mandou lembranças, ok? Fala sério, ver todos os rapazes brigando com as moças por causa de algo tão idiota? Sem querer ser tendenciosa, quem estavam errados eram eles.

Afinal, quando estamos hospedados na casa de uma pessoa, não temos o direito de ficar convidando estranhos para a casa dela como eles fizeram.

“Ain, mas a Marina falou que é bom estar com gente nova!”. Eu sei. Mas acontece que a casa ainda é dos pais dela, não é? Ou será que se tornou pública só por causa disso? O que ela disse não deveria servir como pretexto para os rapazes saírem catando qualquer desconhecido pela rua e ir levando para a casa dela. Total falta de noção e de educação também. Ser sem noção até que vá lá, mas ser sem educação é inadmissível. 

Eu até entendo que os rapazes tenham ficado fascinados pela Amanda, já que ela era muito bonita e nessa idade as pessoas se deixam mesmo levar pelas aparências. E sem falar que ela foi muito simpática e alegre com os garotos, sempre procurando agradá-los. E como faltava experiência de vida para eles, ninguém percebeu que era mero fingimento e que por detrás daquela fachada bonita não tinha lá muito conteúdo. Claro que os rapazes acompanhados deveriam ter tido um pouco mais de respeito pelas namoradas. Quer dizer, eles praticamente as deixaram de lado para ficarem babando pela Amanda.

Se bem que eu nem teria me estressado e sim arrumado algum bonitão para passar meu tempo. Ter ciúmes não vale à pena. Eu prefiro devolver na mesma moeda e se a outra parte ainda achar ruim, mando passear e vou cuidar da minha vida.

Falando em olhar, parece que o Quim já percebeu que a Magali baba pelo prof. Rubens. Coitada, maior vergonha! Nesse caso em particular, ela realmente não tinha o menor direito de achar ruim com o Quim já que também fazia a mesma coisa praticamente todos os dias. Nesse caso, ela mereceu levar uma bronca mesmo.

Agora, vem a parte da eterna e irritante pendenga entre a Mônica e o Cebola, que já está começando a encher o saco de todo mundo. Sempre o mesmo mimimi da Mônica ficando com ciúmes durante a história inteira, o Cebola tirando onda, se achando a última bolacha do pacote, ignorando qualquer sofrimento que possa estar causando e no fim ele vai atrás dela como se não tivesse acontecido nada e tudo fica bem. E não sou só eu quem está reclamando não, um monte de fãs também já estão saturados. Pessoas que mesmo sendo pró Mônica X Cebola também estão ficando irritadas com esse não “ata e nem desata dos dois”.

É impressão minha ou ele está ficando cada vez mais ousado nas mancadas? Quer dizer, na Ed. 52 ele apareceu beijando a Penha, mas no fim de tudo pelo menos pediu desculpas. Na 54, ele xaveca outra garota, se derrete todo diante dela e ignora a presença da Mônica, chegando até a brigar com ela em determinado momento por causa da Amanda, jogando na cara dela o quanto a outra era delicada, isso e aquilo. Na boa? Eu teria mandado ele ficar com a Amanda, já que ela era tãaao perfeita assim. E no fim da história, ele sequer pede desculpas. O Cascão, sem noção do jeito que é, foi capaz de se desculpar com a namorada por ter sido tosco com ela. Já o Cebola chega na Mônica como se não tivesse acontecido nada e... fim.

Eu não sei de vocês, mas minha experiência de vida me ensinou que quando um cara paquera uma garota na nossa frente, é sinal de que o amor foi para o saco há muito tempo. Aliás, nem respeito existe mais. Afinal, será que em algum momento o Cebola parou para pensar nos sentimentos da Mônica? Há duas edições atrás ela tinha dito que talvez fosse melhor terminar tudo para não ter tanto sofrimento porque ela não ia agüentar outro golpe daqueles. Aí ele aparece paquerando outra garota e levando flores para ela na frente da Mônica sem se importar se ela ia ou não ficar magoada por causa daquilo?

Na boa, por mais que eu respeite os fãs Mônica x Cebola, acho que para tudo tem um limite, não? Parece que o povo ficou tão “obcecado” por esse casal que agora não está enxergando o rumo que as coisas estão tomando agora. Ou será que vocês ainda não percebem que somente a Mônica está sofrendo, se desgastando, se magoando enquanto o Cebola continua numa boa e não mexendo um único dedo para ficar bem com ela? Como é que vocês ainda conseguem acreditar neles? Ah, claro. São apenas personagens fictícios. A vida e a escolhas dele são determinadas pelos roteiristas e pela MSP principalmente. No mundo das historias em quadrinhos, onde tudo é falso e artificial, as coisas sempre darão certo. Tudo bem, eu entendo. Mas ainda assim eu acho que ele deveria ter tido a dignidade de se desculpar.

Na vida real, quando um cara começa a dar muita mancada sem tomar nenhum cuidado e sem pedir desculpas, é porque ele está se lixando para a garota. Mais uma vez, nunca se esqueçam: quem ama, tem algum cuidado e consideração com os sentimentos do outro. Não dá para ser perfeito e viver sem magoar, isso pode acontecer. Mas quem ama pelo menos tenta não magoar o outro e quando acontece, pede desculpas.

Seria bom se as meninas que lêem essa revista entendessem que na vida real, um relacionamento como esse seria totalmente doentio. Não estou falando isso porque tenho birra do Cebola. Estou falando isso porque já vi muitas (muitas mesmo) mulheres sofrendo por causa de relacionamentos assim, onde o cara enrola um tempão e a mulher fica lá, só esperando feito trouxa. Não deixem que isso aconteça com vocês, por favor. Quem ama quer estar junto, nunca se esqueçam disso por nada nesse mundo.

Voltando a história, parece que a única mente lúcida entre os rapazes foi o DC, que desde o início não se deixou enganar pelas atitudes gentis e sedutoras da Amanda. Apesar de ela ter jogado tanto charme e até tentado tirar a camisa dele (cena mais quente de todas as edições!), o DC manteve os pés no chão. Viram como pensar fora do senso comum sempre ajuda? Pois é. Ele até teve a perspicácia de perceber que Amanda no fundo era uma garota insegura e carente de atenção que tentava suprir essa carência paquerando os rapazes.

Mas no final tudo se resolve, né? Aí todo mundo ficou sabendo qual era a da Amanda e o encanto se quebrou. Uma coisa interessante é que de o Cebola foi o único que não ouviu o papo da Amanda. Tanto que quando ele chegou, veio todo sorridente e trazendo flores. Por que isso? Por que os roteiristas não o colocaram junto com os rapazes para ouvirem tudo também? Simples. Eles fizeram isso porque era preciso que o Cebola decidisse ficar com a Mônica porque gosta dela e não porque se decepcionou com a Amanda.

Se ele tivesse ouvido a conversa, teria ido ficar com a Mônica como uma segunda opção. Apenas isso. Até que foi inteligente, devo admitir. E confesso que gostei de a Mônica ter se desencanado dele e esquecido o ciúme. Ou será que ela só tinha agido assim porque tinha visto Amanda sendo desmascarada e não a encarava mais como uma ameaça? Não tem como saber, mas gostei de ela ter falado a ele que também era livre. Só espero que nas próximas edições ela não resolva regredir e voltar a se descabelar por causa dele.

Sabe... pode parecer estranho mas eu nem sinto mais raiva do Cebola. Se ele sacanear a Mônica, magoar, aprontar, etc, por mim tudo bem. Ela está atrás dele porque quer, por livre e espontânea vontade. O cara já pisou na bola trocentas vezes, deixou bem claro que pretende enrolar, já aprontou e mesmo assim ela não larga o osso? Tem mais é que se ferrar mesmo! Há momentos em que o sofrimento é opcional. 

Sabe... a história a meu ver foi assim... mais ou menos. Posso dizer que gostei e ao mesmo tempo não gostei. A reflexão sobre a insegurança feminina e as neuras com o corpo foi boa. Realmente é difícil ter alguma auto-estima vivendo numa sociedade que impõe a todos um padrão de beleza. E considerando que os rapazes em geral foram educados para olharem primeiro a aparência da mulher e só depois o conteúdo, é normal que as garotas se sintam inseguras diante de uma que é mais bonita e sedutora.

E muitas vezes é assim mesmo, as pessoas se deixam levar pelas aparências, por atitudes que a princípio parecem gentis mas são falsas e se esquecem do que se importa de verdade. Como os personagens são jovens, é compreensível. Mas infelizmente muitas pessoas crescem e não aprendem.

A história também mostrou que não vale a pena ter crises de ciúmes por causa de ninguém. O cara tá babando por outra garota e não te dá atenção? Tranqüilo. Esqueça que ele existe e vai fazer outra coisa, talvez arrumar algum bonitão para te fazer companhia. Direitos iguais, certo? Se eles podem, nós também podemos. Isso não é guerra dos sexos, é apenas pura e simples lógica.

Brigar, ficar de cara fechada e mal humorada só piora tudo e eles vão continuar fazendo as mesmas coisas sem se importar com nada, certo? Aliás, parece até que quando brigamos, aí é que eles fazem mais ainda. Agora, quando começamos a ignorar e a devolver na mesma moeda, aí tudo muda de figura.

E ficar engolindo tudo calada também não dá certo e faz até mal para a saúde. Sem falar que também não adianta. Quando eles vêem que a mulher, além de não reclamar, fica quietinha num canto sem fazer nada, aí é que eles abusam mesmo! num relacionamento tem que ter limites. Claro que uma boa conversa resolveria tudo, mas nem todos querem conversar e ainda falam que é exagero, fruto da imaginação, que a mulher tá grudenta, pegando no pé, etc.

Então, só resta mesmo chutar o balde e devolver na mesma moeda. Era o que as garotas deveriam ter feito. Aliás, quando os rapazes foram para a cidade com a Amanda, elas deveriam ter convidado alguns bonitões na praia e dado uma festa na casa da Marina. Aí eu ia adorar ver a cara de todos eles. Ué, quem não dá assistência, perde para a concorrência!

Ah, sim... e no final temos o DC olhando para a Mônica e sonhando... “Um dia, Mônica, um dia...”

Aff... aquele ali também é outro que não ata nem desata. Se o Cebola não faz nada para ficar bem com a Mônica, o DC faz menos ainda. É por isso que eu também não sou pró Mônica X DC e acho que atualmente a Mônica está muito melhor sozinha.



Antes que eu me esqueça... confesso que achei o desenho da Amanda muito diferente do da capa. O cabelo dela ficou de um jeito na capa e na história de outro. Sem falar do tal “Pessoa”. Nesse caso eu não entendi a piada, mas tranqüilo. O personagem até que foi simpático.
 

8 comentários:

  1. Gostei das suas opiniões,E Sobre a diferença da Amanda na capa e da historia também achei isso,são diferentes.Apesar de na maioria das vezes ser assim.Sabe,eu,seila,queria que a Mônica ficasse com o DC,mais sabe,o Cebola é o principal,apesar de ser bem ignorante,eu seila,Fico em duvida T.T.Ah,melhor ela ficar sozinha mesmo.E Achei muita falta de educação e muita minhoca na cabeça os meninos terem convidado a Amanda pra casa dos pais da Marina.Cara,vei na boa -_-.Nem tenho mais nada para dizer,é tanta coisa,só sei que concordo com a maioria de suas opiniões..

    ResponderExcluir
  2. Eu li a historia também e só de cara já vi que era batida, cara, a Mônica logo no começoda um berro por que o Cebobão olhoa a Carmen, Denise e a Mari Mello já encheu esse mimi dos dois, ta certo que eu já torci muito pors dois, mas agora to torcendo pra aparecer outro e tomar a iniciativa, tipo na sua fic Monica e Felipe lembra?Pelo menos o DC não ficou encanado demais como o cabeção ficou, cara, se o Cebola não toma uma iniciativa o DC toma e ele vai pagar de idiota querendo estragar a historias dos dois, pelo menos foi isso que eu entendi naEd. 52 quando a Mônica diz: é muita histora pra carregar nas costas, todo mundo espera que a gente fique junto"
    Pelo que vejo, a Mônica só quer ficar com ele por que todo mundo quer, ela só é uma(me desculpe a xpreção baixa)Bundona que faz o que os outros querem. Na real, olha a historias dos dois sempre:Cebola paquera todo mundo e a Mônica de tonta esperando, ai quando aparece alguém pra ficar com ela de boa sem essa merda de derrotar pra namorar o São Cebola entra em ação e diz que ama ela e dá quele discurço todo e fica com ela, MAS, se recusa a namorar ela. Poxa, isso já deu cara, historiafica parecendo novela mexicana que fica o tempo todo de trás pra frente.
    E nessa histora ainda temo idiota do Titi no começo da historia dizendo que a Annha não pode usar biquini na praia, cara, isso foi muito sem noção mesmo, a menssagem que essa revista ta querendo passar pelo o que eu vejo é:Homem pode tudo mulher nada.
    Ta sim que to só culpando os homens, mas por enquano a unica que tem culpa no cartorio é Magali né?

    ResponderExcluir
  3. Uma coisa que eu não gosto muito nas hqs do Mauricio é que ele SEMPRE lembra que aquilo é um gibi e que a Mônica é uma super heroína (Vamos combinar, aquela força é de super herói). Eu não quero que a Turminha perca suas características, eu quero que elas sejam reais (Exceto o Cascão, por que ele tomar banho tira a graça). A outra que eu não gosto é que a culpa é sempre da novata "descarada", da Irene, Carmem e etc. Não é culpa de ninguém se elas são mais bonitas.
    Uma coisa que me deixou abismada foi o fato da Mônica ter jogado a televisão na piscina. Claro que o fato deles lembrarem que aquilo não existe e que é um gibi diminuí totalmente o prejuízo. Mas qual pessoa não fica sangada com a tal que jogou a sua televisão enorme pela janela? Achei muito ridículo o que a Mônica fez.
    Mas para piorar essa edição a Mônica resolveu brigar com a pobre menina que simplesmente estava na praia e encantou os garotos, por que ela é mais bonita que todas as outras. Ok, ok, a garota não era santa e roubou o coco dela, mas a Mônica tinha motivo para brigar e resolveu escolher outro. Se fosse para brigar, que fosse pelo roubou da menina.
    E Mônica esta melhor sozinha mesmo. Mas ela não percebe e acha que pode mandar no Cebola. Ele NÃO é comprometido!
    E o DC já teve a chance dele, não sei por que quer tanto voltar atrás.
    Mas uma cosia que me deixou assustada, não só nessa edição, é que a Mônica agora é a preferida entre os meninos. Por que ela é a principal que isso acontece?
    Mas voltando a edição, eu fiquei chocada quando vi o Cebola olhando pra BUNDA da Magali. EU SEI QUE ELE NÃO É COMPROMETIDO, mas a Magali é a melhor amiga da ex dele que ele é apaixonado e ela tem namorado.

    ResponderExcluir
  4. Tem razão. O Cebola foi mesmo arrogante com a Ramona, merecia uma bofetada!
    Esta história, como você disse, foi uma autêntica "Guerra de sexos"... o que valeu a pena o Nimbus e a Ramona ficarem juntos (com uma ajudinha do DC).

    ResponderExcluir
  5. Por favor né gente , ficar falando mal" do DC ? se pelo menos estivessem certas , tudo bem que na edição 30 ele dispensou ela e tudo mais ... mas tinha mais de um motivo e que fosse aceitavel, diferente do cebola..
    1° foi facil demais,isso ia contra os principios dele,eles nem tiveram tanto tempos juntos, apenas uma aventura .. e como ele disse na edição 36.. " eu nem tive tempo de te conquistar, sem me fazer o pedido" .

    2° na mesma edição ele fala que não queria dar o grande passo antes que a monica e o cebola tivessem se resolvido .
    podem conferir (Ed.36 pagina 30-38)
    e como a Sazume disse..(na Ed. 52 quando a Mônica diz: é muita histora pra carregar nas costas, todo mundo espera que a gente fique junto" Pelo que vejo, a Mônica só quer ficar com ele por que todo mundo quer) suzame , concordo ctg .ela pode estar apaixonada pelo cebola , mas grande parte dessa paixão é por causa da turma. e se o Dc entrasse no meio sem conquistar a monica pra valer ? e se ela quisesse voltar atras, por não ter tido uma "historia" com o dc como teve com o cebola ? o Dc agiu certo, e , se um dia a monica e cebola forem pra melhor ou pra pior.. ele entra em ação !
    TEAM MOXDC

    ResponderExcluir
  6. que pena que a TMJ acha que slutshamming é okay, mas personagens gays não. :(

    também sou feminista, com orgulho!

    outra coisa que parece faltar muito nessa revista é uma visão mais realista sobre amizade feminina. Eu fico cansada disso, a mídia geralmente mostra amizade masculina como verdadeira irmandade, amor platônico, bromance, etc enquanto que os relacionamentos entre mulheres são sempre mostrados como superficiais. Tem que ver isso, produção!

    acho uma pena que o Cebola tá saindo um verdadeiro machistinha nas revistas. :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo totalmente. Eles meio que pararam no tempo.

      Excluir
  7. É... parece que a MSP virou um povo completamente machista!

    Poxa vida, quer dizer que o Cebola pode paquerar quantas pessoas quiser,beijar 500, o diabo a quatro,mas se ele descobre que a Monica tem algum admirador, ou cogitou namorar alguém fica todo irritadinho?

    Até a Monica tá ficando de saco cheio e desconfio que ela não saiu desse "relacionamento" - como ela mesma disse na edição 52, "Todo mundo espera que a gente fique junto" - porque a turma toda espera que eles fiquem juntos!

    Então quer dizer que homem pode tudo, paquerar, levar flores, e até beijar, mas se a mulher da uma olhadinha... é uma vadia desnaturada, que não trouxe educação de casa?

    Caramba! povo machista

    #FeministaComOrgulho

    ResponderExcluir