TMJ#57 - Veneno virtual: críticas ~ TMJ do meu jeitoTMJ do Meu Jeito

terça-feira, 7 de maio de 2013

TMJ#57 - Veneno virtual: críticas

Agora vou falar sobre a Ed. 57. Vou logo avisando que tem spoiler, então quem ainda não leu melhor parar por aqui tá?

Bem, para ser sincera eu achei que a história foi um pouco acima da média, considerando que elas tem andado meio fraquinhas ultimamente. Teve suspense, mistério, muita agitação e até um pouco de drama.

Se eles queriam alertar sobre os perigos do cyberbullying, acho que fizeram um bom trabalho apesar de não ter tido o aprofundamento que esse tipo de tema merece. Bem, são só 120 páginas, então não tem jeito. Essa história mostrou como é fácil destruir a reputação de uma pessoa, distorcendo os fatos para passar uma mensagem que não é verdadeira. E por que isso é tão fácil?

Sabe, ao ler essa história eu me toquei o quanto as pessoas são alienadas e facilmente manipuláveis. Elas acreditam em tudo que vêem na internet sem questionar. Em se tratando de fofoca, aí sim todos ficam cegos, surdos e burros. Devo reconhecer que a mídia é uma arma muito poderosa mesmo, mantém o povo alienado que é uma beleza! Nenhum outro instrumento de opressão seria capaz disso.

Quer dizer, vocês viram como o pessoal se deixou levar facilmente pelas fofocas do Rei dos Trolls? Caramba, até os adultos acreditaram! Tudo a ver com a vida real. Triste, mas é verdade.

Só espero que pelo menos essa história tenha deixado uma boa lição. Não acreditem em tudo o que vêem e ouvem. Isso é coisa de gente burra e alienada, do jeito que os governos gostam. Povo burro e alienado é fácil de manipular, acredita em tudo e nunca se rebela. Não caiam nessa armadilha. É muito fácil, tentador e até agradável.

Viram como alguns alunos gostaram do blog? Eles riam e se divertiam sem nem ao menos se darem conta do quanto eram manipulados.

Outra coisa que eu achei muito interessante nessa história é a falta de empatia de um pelo outro. Quem diria, uma turma que parecia ao unida, mas quando um deles ficou em dificuldade, o resto nem ligou e ainda ficou malhando pelas costas. Denise é um ótimo exemplo. Quando era com os outros, ela nem ligou. Mas quando passou a ser com ela, aí tudo ficou diferente. Até a Mônica mostrou um pouco essa falta de empatia por não ter se sensibilizado muito com o sofrimento da Magali. Foi preciso que ela sentisse na própria pele para ver como era bom.

Gostei também da participação do Toni, mais ativa do que o habitual. Parece que estão tentando definir a personalidade dele. Antes ele era o Zé ruela que se fazia de bonzinho. Agora querem traçar seu perfil como um bad boy. É um personagem que pode até ser mais explorado no futuro. Quem podia imaginar que ele ia acabar ajudando a Mônica a descobrir o rei dos trolls? Claro que foi sem querer, mas a Mônica jamais teria descoberto sozinha que o rapaz da foto era o Fabinho boa pinta.

Falando nele, fiquei feliz por terem ressuscitado mais um personagem da TM. E que belo vilão arrumaram. Será que todo rapaz loirinho e bonitinho vai acabar indo para o lado negro da força? Que pena...

Se bem que está ficando assim meio repetitivo essa coisa de “Personagem antigo da turma retorna cheio de rancor para se vingar da Mônica”. Quer dizer, primeiro foi o Toni, depois a Penha e agora o Fabinho. Pelo menos conseguiram criar uma boa história em cima dele e também porque ele não se vingou só da Mônica como também do resto da turma. Dessa vez passa, mas se fizerem isso de novo, sei não...

Confesso que fiquei impressionada com o Cascão. Ele acabou entrando na cabeça do Fabinho sem querer ao deduzir que ele era uma pessoa invejosa que tentava destruir a turma para se sentir menos insignificante. Até que o sujinho pensa, heim? Foi até mais inteligente do Cebola, que ainda tentou levar os créditos no fim da história. Aquela cara de pau não racha nunca?

E no fim das contas, eu acho que os trolls em geral são isso mesmo: uns perdedores que precisam atacar e agredir os outros para se sentirem menos insignificantes do que realmente são. Se for mesmo verdade que a boca fala daquilo que o coração está cheio, então fico imaginando o que deve ter dentro dessas pessoas. Dá até pena, isso sim.

Sabe, eu estava até com medo de ler a história porque falaram que eu ia ficar com raiva do Cebola e que ia ter aquele eterno mimimi-dramalhão-ridículo-de-novela-mexicana com o relacionamento dele com a Mônica. Bem... apesar de eu ter não ter gostado dessa parte, não foi tão ruim quanto pensei. Pelo menos eu não tive que ver o Cebola repetindo ad nauseam que só vai namorar a Mônica depois de derrotá-la.

Foi interessante ele ter tirado o corpo fora da investigação, deixando que a Mônica descobrisse tudo sozinha. E temos que admitir, ela até que foi esperta ao perceber a enganação atrás do papo do Fabinho. Qualquer outra pessoa mais desavisada poderia ter se deixado levar. Mais uma prova de que ela não é tão burra quanto o Cebola pensa e é até capaz de se virar sem ele.

Uma coisa que eu achei legal nessa edição foi que apareceram praticamente todos os personagens da turma. Quer dizer, os jovens. Acho que só não vi a Aninha, mas o resto apareceu em pelo menos um quadrinho ou fofoca do troll. Apareceu a Ramona (até fiquei com peninha dela, coitada), a mãe dela, o Jeremias sem boné... aliás, o Luca falou certa vez que o Jeremias tinha problemas no cabelo e eu não vi nada de errado quando ele apareceu sem boné. É, a turma toda estava reunida mesmo e... não, péra... eu acho que faltou um.

Eu não sei se foi de propósito, mas a edição em si foi uma bela trollada, não foi? Por quê? Ora, eu aposto que muita gente deve ter ficado maluca para ler a história porque o DC apareceu na capa olhando para a Mônica com aquela carinha triste, não foi? E ele não apareceu em nenhuma página, nem um mísero quadrinho sequer! Rapaz, muita gente deve ter ficado injuriada com isso! Foi ou não foi uma bela trollada?

A atuação da Mônica foi boa, tirando a sua eterna neurose por causa do Cebola. Na boa, isso já está enchendo o saco, não está? Quanta repetição, credo! Acho que deviam mandar ela para o MADA! Ela fica se descabelando por causa do Cebola, se angustiando, estressando, perdendo o sono, se torturando enquanto o sujeito não está nem aí para ela. Ah, pelamordeDeus, né? Esse lance de “mulher sofre eternamente pelo homem enquanto ele vive sua vida normalmente” é uma das coisas mais clichês que eu conheço. Meninas, por favor, não sigam o exemplo da Mônica, ok? Nenhum ser humano nesse mundo, seja homem ou mulher, merece isso.

Pelo menos eu gostei do fim da história e achei muito engraçado ver que com o Toni, a trollagem tinha sido feito ao contrário. Para quem fazia tanta questão da má fama, a melhor abordagem era dar uma notícia que exaltasse algo de bom que ele tinha feito, ainda que tenha sido involuntário. Foi um final engraçado e bem bolado para encerrar bem a história.

Eu acesso a internet a muitos anos e já lidei com vários tipos de trolls. Eu gosto muito de debater e em praticamente todo debate sempre aparece um, especialmente se o assunto é polêmico. E se tem uma coisa que eu aprendi debatendo com esse pessoal é que não adianta argumentar. Vão por mim, é perda de tempo. a não ser que vocês queiram zoar com a cara deles para darem boas risadas, aí sim. Mas debater e levar a sério é inútil. É como foi dito no fala Mauricio, talvez o ideal seja ignorá-los. Esses pobres coitados são tão carentes de atenção que o pior castigo para eles não é revidar e sim ignorar totalmente. Eles que arrumem outra forma para lidarem com suas frustrações.

Bom, espero que tenham gostado da critica. Ah, tá. Vocês devem estar dando falta da parte em que a foto falsa da Mônica beijando o Fabinho foi postada. Calma, crianças, eu não esqueci não! Acontece que eu gostaria de falar dessa parte em separado, só isso. Não é nada demais, acontece que eu apenas tirei umas conclusões interessantes e achei melhor fazer em outro post para que esse aqui não fique longo demais.

O desenho dessa edição infelizmente não vai dar. Ainda continuo sem câmera e essa história também não inspirou nada de interessante. Mas, para não deixar ninguém tristinho, eu refiz a capa da Ed. 9, o príncipe perfeito. Tem duas versões, uma com o Cebola e outra com o DC.

Eu primeiro terminei o desenho por medo de passar muita raiva com o Cebola e não conseguir terminá-lo depois. Mas até que não foi tão ruim assim, então eu teria terminado de qualquer jeito. Antes de publicar o desenho, fiz um fundo legal para ele, para ficar romântico. Era para ser a Mônica com o Cebola, mas ele foi tão xarope, tão pé no saco, tão imbecil que eu decidi colocar o DC porque eu tive muito trabalho para fazer o fundo e não quero estragar tudo com a cara de bunda desse estrupício. E aí, o que acham? Já tem quebra-cabeça e png’s. Divirtam-se!


Para ouvir outra opinião sobre a história, confiram a crítica do Canal Opinião Turma da Mônica Jovem:

6 comentários:

  1. Mallagueta, amei a crítica, mais eu acho que você esqueceu de algo. Na história, a certo ponto, teve uma fala do Cebola, é um quadrinho, em que a Monica está falando e ele grita: "CALA ESSA BOCA!!!".
    Logo depois de gritar isso na cara da menina, ele ficou esculachando a coitada sem dar a ela a mínima chance de no mínimo falar ou "A".
    Essa cena me deixou muito revoltada com ele. Quer dizer que agora ela tem que dar satisfações da vida dela. Não sei se alguém se lembra, mais na edição 54, a Monica disse no final que eles eram livres e desempedidos, que não estavam mais namorando, ele mesmo já jogou isso na cara dela várias vezes, e agora ele quer ser o dono da vida dela? O que que ele tem a ver se ela beija ou não outro garoto? Eles não estão namorando, não tem mais nada um com o outro, a não ser amizade, e o cinco fios cabeça de arame ainda quer ser o dono dela? Ah, faça-me o favor né?
    É por isso que eu não vou com a cara dele, e cada vez eu vou passando a gostar menos dele.
    Também achei bem legal colocarem o Fabinho de volta. Agora, por que agora ele queria tanta atenção da Monica, se na infância ele sempre esnobou a coitada, vai entender, né?
    Bom, amei, acho que você tem toda razão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não esqueci, só deixei pra falar sobre isso em separado, entende?

      Pode parecer doideira, mas quem gosta de esnobar os outros quer exatamente ter a atenção das pessoas porque tem pouca auto estima. Ele esnobava a monica porque tinha a atenção dela e das outras meninas pra massagear seu ego. Quando perdeu toda essa atenção, ele se revoltou e tentou se vingar da turma.

      Excluir
    2. Bem,na TMJ 54, que eu lembre, a lição de moral é parcialmente sobre ciumes, a Isa até a apareceu para mostrar como isso atrapalha e a Mônica conseguiu sacar isso no fim ( Sei...Não dou 5 edições para esquecer,mas...Fazer o que ? ).

      Bem,o que aconteceu aí foi uma troca de papéis, geralmente é a Mônica, a ciumenta e brava que age com o momento e paga de vilã ( quer dizer...+ ou -...),mas dessa vez foi o Cebola !

      Ele ficou super-estressado com aquilo e disse " Ah,tá ! Quer que eu acredite nisso ?" e "Se fosse uma foto MINHA beijando outra...E eu falando que nunca conheci...Vai me dizer que você ACREDITARIA ?" Nessa parte eu vi a troca de papéis melhor...Ele fez EXATAMENTE o que a Mônica faria ! E não estou exagerando, seria bem assim...

      Daí nisso eu pensei :

      Opção 1 : Cebola podia ter visto a armação, mas QUIS acreditar que era a Mônica,por que,mesmo que não,assim ele mostraria a ela como é o sentimento de quem é vitima do ciúme.

      Opção 2 : Cebola podia ter visto a armação,mas QUIS acreditar que era a Mônica,porque todos acreditariam e ele não quer ficar "correndo atrás".

      Opção 3 : Cebola realmente não percebe a armação e age por seus próprios sentimentos

      Bem...Acho que foi isso mesmo ! Então é uma coisa chata dizer que odiou mais ele,qualé ! Todo mundo erra e age por impulso uma vez ! E se fosse isso mesmo...A Mônica estaria no LEVEL 101 de ódio, ou seja, vcs encanam muito com o Cebola.

      Excluir
    3. Se o Cebola nunca tivesse pisado na bola, aí sim vc estaria certo ao dizer que encanamos com ele. Mas ele apronta um monte. Vc viu como ele agiu na ed. 54, não viu? Ele até jogou na cara da monica as qualidades da Amanda e até levou flores. Isso é encanar? Acho que não.

      O problema é que a gente não vê a monica xavecando qualquer rapaz bonitinho e ainda esfregando na cara do Cebola passando por cima dos sentimentos dele.

      Nas vezes em que ela se aproximou do Toni foi porque eles brigaram e o Cebola pisou na bola.

      O Cebola, por outro lado, dá de cima, vive de mimimi com a Irene mesmo sabendo que a monica fica desconfortável com isso, beijou a Monique, a Penha, deu de cima da Amanda... acho que se eu fosse enumerar as pisadas na bola que ele deu, ia ter que escrever um gibi inteiro. Ou seja: o Cebola dá motivos pra monica ficar desconfiada sim. Ele não inspira confiança nem um pouco.

      E se o Cebola realmente quis inverter as posições pra fazer a monica provar um pouco do seu proprio ciume, isso mostra que ele também é vingativo.

      O que ele teria feito então logo a seguir? Beijado outra garota na frente da monica só pra se vingar? Se ele fizesse isso sabendo que ela era inocente, só ia mostrar que ele não tem nenhum caráter.

      Além do mais, mesmo a monica tendo visto ao vivo e a cores o Cebola beijando a penha, ela se mostrou disposta a esquecer isso e lutar por ele. Ela não saiu por aí gritando, pisando duro e falando pra ele não aparecer na frente dela nunca mais, falou? Se falou, eu não vi em lugar nenhum.

      Então, se ela foi capaz de perdoá-lo trocentas vezes mesmo ele aprontando, por que ele não pode fazer o mesmo? É só venha a nós e ao vosso reino nada?

      Excluir
  2. Mallagueta,faz um do Cebola desse para mim?Eu não tenho raiva do Cebola,mas porfavor,faz para mim?
    Gostaria que você lesse minha história no niah http://fanfiction.com.br/historia/362011/Os_Opostos_Se_Atraem
    Beijos,Gabrielle Cordeiro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já tem um com o Cebola na galeria de png's. Quando puder, vou ler sua história.

      Excluir