TMJ#65: A Brigada dos Ossos Cruzados - Críticas ~ TMJ do meu jeitoTMJ do Meu Jeito

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

TMJ#65: A Brigada dos Ossos Cruzados - Críticas

Há tempos estávamos esperando uma boa saga com aventura de verdade. Ainda bem que a MSP resolveu atender as nossas preces.

O começo da história meio que me deu arrepios porque vi logo de cara Cebola e Mônica. Mas fiquei aliviada ao ver que pelo menos não estavam brigando. Era uma noite linda, eles estavam observando as estrelas para fazer um trabalho para o Licurgo e tudo parecia bem. A propósito, o Licurgo dá aula de quê mesmo? Parece que ele sempre dá esses trabalhos malucos. Astronomia? Só ele mesmo!

Pelo menos a lenga-lenga não demora muito, porque com a queda da nave da Xabéu, tudo começa a ficar emocionante. Nessa parte, o Cascão foi muito engraçado com sua neura de alienígenas dominadores de cérebro. E a Magali complementou bem fazendo a piada com o cérebro dele. Poxa, será que é tão pequenininho assim?

Tudo estava indo bem até... argh! Começar o eterno mimimi-dramalhão-ridículo-de novela-mexicana entre a Mônica e o Cebola. Confesso que meu estômago até embrulhou nessa hora e se não fosse uma saga de aventura, eu teria abandonado a leitura no meio do caminho.

Mas como a história prometia ser boa, resolvi ignorar esse tropeço. Afinal, vocês sabem tanto quanto eu que vai ser a mesma coisa: Cebola se engraça com outra garota, ignora a Mônica, ela morre de ciúme, sofre um monte e no fim os dois se entendem. Fim. A mesma palhaçada de sempre, sem tirar nem por.

Continuando, o desenvolvimento foi bom e gostei da dramaticidade transmitida pelo relato da Xabéu, de como Cabeleira Negra atacou a nave e ela teve que fugir as pressas. Sem falar que achei mega-fofo o Astronauta ter mentido sobre o problema na comunicação só para convencê-la a fugir. Awww! Será que vai rolar? Será? Uia!

Agora, eu achei que a parte do Xaveco sendo ignorado saiu meio assim... forçado demais. Quer dizer, é engraçado ele ser o personagem secundário e tudo, mas ser tratado como um ser inexistente até pela própria irmã? Forçaram a amizade, hein?

Foi bem pensada a confusão e surpresa dos soldados que vigiavam a nave ao ver aqueles jovens sendo autorizados a examiná-la. Pois é, os tempos estão mudando! Só achei que o Franja foi assim meio grosseiro ao deixar os outros três de fora. Ora, então por que os levou? Para enfeite?

Ah, claro, mais mimimi-lenga-lenga da Mônica com o Cebola. Vou pular essa parte desagradável e ir logo para a mais emocionante: quando o Cascão (só podia ser!) ligou a nave por acidente e a fez decolar. Depois ficou num aperto tão grande que chamou até o Capitão Feio! Como era de se esperar, Mônica e Magali deram um jeito de pegar uma carona e no fim todos foram colocados dentro da nave. Uma bela forma de ir parar no espaço. Aí foi só a nave ser capturada por um dos capangas da Cabeleira Negra e pronto. Simples e fácil!

Sejam sinceros, foi ou não foi engraçado o alienígena chamar todos eles de larvas? Sei lá, acabei imaginando um monte de larvinhas se contorcendo.

Eu fiquei curiosa com o tal mercenário que aprisionou os três. Para não tê-los desintegrado, é capaz que tenha algum traço de bondade nele, pois ele não quis machucá-los por serem “larvas”. Será que ele ai aparecer na próxima edição? Seria um bom personagem para aproveitar. Curioso que olhando através do visor do capacete, dá para ver que ele tem olhos humanos.

Bom, tudo parecia perdido quando a Mônica resolveu enfiar o pé na jaca e detonar com os piratas de uma vez. Ah, nada como ver a boa e velha Mônica em ação! Sim, porque já estava dando no saco vê-la praticamente inerte por causa daquele papo de que não resolve mais as coisas com força bruta.

Depois disso foi planejar o próximo passo para conseguir mais naves e enfrentar a frota da Cabeleira Negra. Ainda não sei como irão fazer isso só com quatro naves, mas como são os mocinhos, sabemos que tudo vai dar certo no fim. Pelo menos coragem e disposição eles têm.

Agora vem a parte mais interessante, quando aparece a Cabeleira Negra junto com o Astronauta. Eles conseguiram transformá-la numa boa vilã, bem cruel, fria, gananciosa, sem limites e nem respeito por ninguém. Aposto que o Capitão Feio ia ficar bem caidinho por ela que nem na Ed. 3! Aliás, nessa mesma edição ela também apareceu, só que com outra roupa e com uma personalidade até meio engraçada. Agora ela não tem nada de engraçada, muito pelo contrário.

E finalmente a cena que deixou todo mundo bem curioso: quando ela tosse e aparece aquela mancha na mão dela. A primeira vista, parece sangue. Talvez ela estivesse com algum tipo de doença muito grave. Mas também pode ser alguma outra coisa que esteja tomando conta do corpo dela. De repente, ela está sendo consumida pela própria maldade que agora está até vazando para fora.

Essa parte realmente me surpreendeu por uma razão bem simples: é a primeira vez que eu vejo sangue numa edição da TMJ. Pelo menos, eu não lembro de ter visto em nenhuma outra edição. Os personagens ralam, se machucam aqui e ali, mas sangue mesmo eu não lembro de ter visto hora alguma.

Isso me faz pensar que esse tal tesouro seja algo com poder de cura. De repente, ela está para bater as botas (chamem a D. Morte!) e precisa desse tesouro para salvar sua vida. Pode ser algo que dê imortalidade, grande poder, etc. Pelo menos nisso eu estou bastante curiosa.

Ah, e para fechar com chave de ouro, os quatro começaram a invadir outras naves. Pelo visto, a próxima edição promete bastante.

Eu também reparei no fala Maurício e vi que eles já perceberam o que os fãs pensam. Finalmente resolveram atender nosso pedido por uma saga com mais aventuras, arre! Eu não estava mais agüentando aqueles mimimis de adolescentes.

Por que eles estão evitando as sagas? São as que tem as melhores aventuras! Se eles realmente se importam com a nossa opinião (e não só com o nosso dinheiro para comprar as revistas), deveriam nos escutar mais e voltar com as aventuras de antigamente. Foi isso que consagrou a TMJ, não esses malditos draminhas e muito menos essa lenga-lenga da Mônica com o Cebola que está ficando enjoativo.

Acho que se eu me deparar com mais uma edição com eles brigando logo na primeira página, é capaz de eu vomitar. Os fãs estão cobrando que eles mudem o comportamento do Cebola e eu concordo com isso. Não precisa reatar o namoro dos dois agora, mas sei lá, pelo menos fazer com que a Mônica desencane do Cebola, não fique sofrendo feito uma idiota retardada! Deixem que ela siga sua vida, conheça outros rapazes, etc.

Por que só ele pode xavecar com outras garotas enquanto ela chupa o dedo? Pior: por que toda vez que a Mônica tenta seguir em frente com outro rapaz, acaba quebrando a cara no final? Sinto cheiro de machismo no ar. Talvez um pouco de misoginia também.

Pode parecer chatice minha, mas detestei colocarem esse drama dos dois no meio da história. A meu ver, foi totalmente desnecessário e ocupou espaço valioso que poderia ter sido usado para enriquecer a drama. Será que faltaram idéias e resolveram colocar isso só para encher espaço? Detestei.

16 comentários:

  1. Na revista 'Mauricio Apresenta #08', a Magali revela que a Cabeleira Negra fica hipnotizada com chocolate. Seria isso? Acho difícil, mas, se for alguma coisa que já apareceu...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até eu fico hipnotizada com chocolate.

      Excluir
    2. Quem não fica? XD http://www.scientific.com.br/wp-content/uploads/2012/04/20120402.jpg

      Excluir
    3. (Também fico, hehe)
      Nossa, eu quase lambi a tela agora XD

      Excluir
  2. A Mônica é uma toupeira, mesmo :P Até a Magali tá alertando ela, poxa! Seria ótimo se nessa saga ela finalmente largasse ele.
    Se eu não tivesse tão saturada dessas palhaçadas de romance doentio, eu mandava um e-mail de sugestão pra eles reforçarem esse "Triângulo Amoroso" de Mônica, Cebola e Do Contra, porque em mangás triângulos amorosos sempre geram situações hilárias/loucas! :D
    Exemplo: http://z.mhcdn.net/store/manga/3100/01-002.0/compressed/mirumo_de_pon_v01_ch2_shoujocrusade.mirumo_de_pon_v01_ch2_sc_pg08.jpg?v=11215194282
    (PS.: Deu até dó do Xaveco. Ser esquecido pela própria irmã?! Tá ruim, hein!)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também estou super saturada desses dois, por isso acho que fazer um triângulo entre eles e o DC não ia ajudar muito.

      Excluir
  3. legal tmb gostei dessa edç finalmente uma saga...

    ResponderExcluir
  4. Mallagueta, sabe, você disse que a Cabeleira Negra pode ter algum tipo de doença né?
    Lembra que ela é careca?E isso pode ser efeito de quimioterapia em quem tem cancer, perda de cabelo, e se ela tiver cancer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei se eles iriam tratar de um assunto como esse nas revistas. Mas pode ser uma possibilidade.

      Excluir
  5. Gostei muito dessa edição ! ><

    Acredito que eles não querem fazer sagas por falta de tempo, ou criatividade. Talvez os dois juntos.
    Mas espero que não demorem pra fazer outra edição divertida. Não precisa ser só de sagas, mas não precisa ser sempre a mesma coisa, vamos combinar ! e.e'

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Eu li a edição hoje e achei o máximo u.u, tirando a parte do casal-sempre em mimimi-cujo-o-nome-não-deve-ser-dito-nem-em-brincadeira. Mas pelo menos eles não discutiram, só teve aquele ciume da Mônica e a falta de vergonha do Cebola (se ele continuar assim acho que vou criar um blog a falar mal do Cebola :@ . Mas a parte boa é que até a Magali(eba!) finalmente falou para a Mô esquecer aquele cara (finalmente!). Mas opinando sobre a edição eu acho que o maior tesouro do universo é a imortalidade ou a imunidade contra os bonzinhos. A Cabeleira negra ficava legal com aquele corte que ela fez podia continuar com ele até que ficava sexy nela, e na edição 03 ela tinha uma paixão pelo Astronauta (sei que ele e a Xábeu daquela edição eram fakes) e eu até que fiquei com esperança de que ela, o Astro e a Xábeu fizessem um triangulo amoroso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tb gostei muito da história, só achei desnecessária essa parte da monica e do cebola. Pra que? A história já tava boa, não precisava pendurar nesses dois.

      Excluir
    2. Essas brigas do casal-mimimi são tão chatas que eu acho que vários fãs deixaram de comprar a revista. Mas por outro lado eu cheguei a pensar que quando as brigas acabarem a Mônica vai esquecer o cabeça-dura e vai continuar com a sua vida.

      Excluir
  8. A historia foi muito boa faz tempo que não vejo algo assim na tmj só que também achei desnecessário aparte em que aparece a monica e cebola brigando, acho q o pessoal da msp não percebe que isso já ta ficando chato e repetitivo. Desse jeito eles podem acabar perdendo alguns fãs, eu por exemplo conheço alguns fãs de tmj que pararam de ler a revista por causa desse drama da monica e do cebola.

    ResponderExcluir
  9. Uma das melhores histórias da Turma Jovem. Suspense, ação, e uma pitadinha de terror (sangue, mais nada de +). Uma coisa que não estou gostando e das zoacoes com o Xaveco. Nunca faz nada contra ninguém, e bem-humorado, ajuda seus amigos quando precisam. Não gosto nada de chamar ele de perdedor, isso pra mim, já está me enchendo o saco. Ele aparece bastante, sem dúvida, agora, se for so pra ele aparecer pra ser alvo de zoacoes e chacota, e melhor nem aparecer mais

    ResponderExcluir